Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Dia dos Namorados no Brasil deve movimentar R$ 2,54 bilhões em vendas, indica pesquisa da CNC

Uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revelou que o Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho, impulsionará o comércio varejista brasileiro, estimando um volume de vendas de aproximadamente R$ 2,54 bilhões, descontada a inflação. Esse valor representa praticamente um retorno aos níveis pré-pandemia da covid-19.

Embora o resultado projetado para este ano indique uma redução de 2,2% em relação à mesma data de 2022, quando foram movimentados R$ 2,60 bilhões, o Dia dos Namorados ainda é considerado a sexta data comemorativa mais importante para o varejo em termos de movimentação financeira, de acordo com a CNC.

O Banco Central (BC) divulgou um indicador preocupante, apontando que a taxa média de juros das operações de crédito com recursos livres atingiu 59,7% ao ano em abril de 2023, a maior taxa em quase seis anos para o período do Dia dos Namorados. Além disso, o comprometimento médio da renda dos consumidores está acima de 30% há um ano, o que pode influenciar as decisões de compra.

Publicidade

No setor de vestuário, espera-se uma queda em relação ao ano passado. Os segmentos de vestuário, calçados e acessórios devem movimentar R$ 1,021 bilhão, correspondendo a 41% do total das vendas. No entanto, em comparação com o ano anterior, esse ramo do varejo tende a ter uma perda de 6,4%.

Quanto à distribuição geográfica da movimentação financeira relacionada ao Dia dos Namorados, São Paulo lidera com R$ 849,5 milhões, seguido pelo Rio Grande do Sul com R$ 250,89 milhões e Minas Gerais com R$ 232 milhões. Esses três estados serão responsáveis por mais da metade (52%) do total de vendas em todo o país.

Uma sondagem realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) na cidade do Rio de Janeiro revelou que o gasto médio com presentes para o Dia dos Namorados será de R$ 200. Esse valor é superior ao gasto médio no Dia das Mães (R$ 167) e na Páscoa (R$ 107), indicando a importância dessa data para os consumidores.

Com base nos dados apresentados, o comércio varejista brasileiro se prepara para o Dia dos Namorados, esperando uma movimentação financeira significativa, mesmo diante dos desafios econômicos e do aumento das taxas de juros. Os consumidores demonstram estar dispostos a investir um valor maior em presentes, o que pode impulsionar as vendas no período. O setor de vestuário, no entanto, enfrentará um cenário mais desafiador, com uma redução esperada em relação ao ano anterior.

É importante ressaltar que os dados e projeções apresentados são baseados em pesquisas e análises de entidades especializadas, fornecendo uma visão geral do panorama do comércio varejista durante o Dia dos Namorados no Brasil.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado