Escândalo de Contratos Públicos no Distrito Federal pode ter ligação com o Governo de Ibaneis

Brasília – Uma investigação em andamento da Polícia Federal, que começou com o foco no superfaturamento de kits de robótica no Ministério da Educação, encontrou indícios de um esquema mais amplo que pode ter conexões com o governo do Distrito Federal. Segundo informações do portal Metrópoles, um grupo de empresas ligadas ao esquema entrou no mercado de contratos públicos em Brasília, levantando suspeitas.

O início do suposto esquema ocorreu com a dispensa de licitação para limpeza de hospitais pelo governo do Distrito Federal em 2019. A empresa BRA Serviços Administrativos Ltda, então relativamente desconhecida na área, ganhou um contrato de quase R$ 70 milhões com a Secretaria de Saúde. Esse contrato foi obtido sem licitação, o que causou indignação entre outras empresas concorrentes.

O portal Metrópoles informa que houve irregularidades no processo de concorrência. A BRA Serviços Administrativos Ltda não cumpriu o prazo estabelecido para a entrega de documentos, mas mesmo assim foi favorecida com o contrato. Isso levou a alegações de fraude e o caso acabou na justiça. O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, exonerou 20 funcionários como resultado desse episódio.

Notavelmente, Osnei Okumoto, que estava à frente desse processo como Secretário de Saúde, tinha conexões políticas com o PP, partido do Centrão liderado por Arthur Lira e o senador Ciro Nogueira. Antes de se juntar ao governo do Distrito Federal, Okumoto tinha uma trajetória ligada a gestores indicados pelo PP no Ministério da Saúde.

A empresa BRA Serviços Administrativos Ltda continuou a receber verbas públicas. Em 2023, a empresa já havia obtido R$ 35 milhões dos cofres do Distrito Federal. O Tribunal de Contas encontrou irregularidades nesses pagamentos, e auditores apontaram suspeitas de má gestão dos fundos.

Além disso, a investigação da Polícia Federal flagrou dois políticos locais de Brasília, Gilvan Máximo e Laurício Monteiro Cruz, recebendo dinheiro em espécie, o que pode indicar um elo mais profundo no esquema de corrupção.

Este caso joga uma sombra sobre a integridade dos processos de contratação pública no Distrito Federal e levanta questões sérias sobre possíveis conexões com o governo. À medida que a investigação continua, mais detalhes podem emergir sobre o alcance e os envolvidos neste suposto esquema de corrupção.

Confira matéria completa Aqui!

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado