Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

CNC defende isonomia tributária no varejo brasileiro

(Foto: Liza Summer/Pexels)

Buscando uma reforma no sistema tributário brasileiro, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) lançou uma campanha visando promover isonomia tributária para as empresas de varejo no Brasil, especialmente em relação aos produtos importados avaliados em até 50 dólares.

A mensagem central é clara e direta: “Defendemos a igualdade em termos tributários para que produtos nacionais e importados tenham as mesmas condições de mercado e, assim, promover um futuro mais justo para todos”.

José Roberto Tadros, presidente da CNC, reitera o compromisso da Confederação com um comércio justo, destacando a necessidade de igualdade no mercado. “A mensagem que passamos com as peças produzidas é que, com a isonomia defendida pela Confederação, o comércio e os consumidores ganham”, enfatiza.

Publicidade

A campanha, em sua essência, busca sensibilizar tanto o poder público quanto a sociedade sobre a necessidade de um sistema tributário mais equilibrado, garantindo um terreno de jogo nivelado para todos os envolvidos no varejo brasileiro.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado