Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Superprodução de leite no Brasil

Imagem: Freepik

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realizou uma reunião com representantes do governo federal e produtores familiares de leite da Região Sul para discutir soluções para a crise que assola o setor desde 2016.

O encontro foi presidido pelo senador Paulo Paim (PT-RS). Ele destacou que muitos pequenos produtores abandonaram a produção de leite devido à dificuldade de competir com as regras que facilitam a importação de leite dos países do Mercosul. Nesta lista estão, principalmente, os vizinhos Argentina, Uruguai e Paraguai.

Paim enfatizou que a Argentina, por exemplo, subsidia 40% da produção local, o que reduz os custos e prejudica os produtores familiares brasileiros. Desde 2018, cerca de 44 mil pequenos produtores no Rio Grande do Sul deixaram a cadeia leiteira. Com isso, a produção de leite no país caiu 5,5% em 2022.

Os representantes do governo, por sua vez, ressaltaram que estão trabalhando para auxiliar a cadeia produtiva de leite. Mencionaram medidas como o aumento das tarifas de importação de produtos lácteos. Adicionalmente, haveria a destinação de R$ 100 milhões em verbas orçamentárias para a compra da pequena produção local.

No entanto, os produtores de leite argumentam que as medidas ainda não são suficientes para resolver a crise de natureza estrutural. Eles afirmam que só superarão a situação quando receberem remunerações justas, que considerem os custos de produção, independentemente das flutuações de mercado. Além disso, os produtores familiares pedem a redução de impostos sobre a produção de leite e a aplicação da legislação que trata de contratos antecipados de compra e venda.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado