Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Brasil investe R$ 73,1 bilhões em energia renovável no Novo PAC

(Foto:Narcisa Akito/Pexels)

O Brasil está prestes a dar um grande passo em direção a uma matriz energética mais limpa e sustentável. O novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destinará investimentos significativos no valor de R$ 73,1 bilhões para a construção de usinas de energia limpa e renovável em todo o país. Com um total de 343 obras públicas e privadas, o objetivo é fortalecer a capacidade energética do país, priorizando fontes de energia renovável.

As usinas fotovoltaicas, que aproveitam a energia solar para gerar eletricidade, desempenharam um papel nessa transformação. Com um investimento robusto de R$ 41,5 bilhões, esses empreendimentos representarão mais da metade da capacidade de geração prevista no Novo PAC, com um total de 8.569 MW. Os projetos serão implementados nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

A energia eólica também será beneficiada com um aporte significativo de R$ 22 bilhões, abrangendo 120 projetos em diversos estados. Prevê-se um aumento de 5.202 MW na capacidade de geração elétrica graças aos ventos favoráveis nas regiões da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

conteúdo patrocinado

O Brasil é reconhecido mundialmente por seu potencial hidráulico e, no Novo PAC, esse potencial será fortalecido com a confirmação de 20 pequenas centrais hidrelétricas distribuídas pelos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul. O investimento nessas usinas atingirá a marca de R$ 1,3 bilhão, contribuindo para a diversificação da matriz energética.

Além disso, o PAC aplicará R$ 8,1 bilhões em energia térmica, incluindo três usinas a gás e duas com fontes renováveis. Esses projetos adicionaram 4.290 MW de potência ao sistema elétrico nacional. A usina nuclear de Angra I também passará por modernizações para aprimorar sua segurança, com um investimento de R$ 1,89 bilhão.

Esses investimentos representam um compromisso firme do Brasil em promover a transição para fontes de energia mais limpas e sustentáveis. Com a adição de 18.367 MW ao sistema elétrico, o país dará um grande passo em direção a um futuro energético mais verde. O Novo PAC não apenas fortalecerá a infraestrutura energética, mas também abrirá oportunidades significativas para o crescimento econômico e a criação de empregos nas regiões envolvidas.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado