Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Instacart: Oferta a US$ 30 por ação avalia startup em US$ 10 bi

Foto: divulgação

A startup Instacart, especializada em entrega de compras de supermercado diretamente na casa dos clientes, definiu o preço de sua oferta pública inicial (IPO) em US$30 por ação, atingindo o teto da faixa de valor que havia estabelecido. Isso avalia a empresa em aproximadamente US$10 bilhões, em um movimento que traz otimismo para o mercado de IPOs, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil.

Esta decisão vem após a bem-sucedida estreia da empresa de tecnologia Arm na semana passada, indicando um ambiente favorável para novas ofertas. Caso esse cenário se mantenha, poderíamos ver a abertura de espaço para IPOs na Bolsa brasileira até o final deste ano, algo que não ocorre desde agosto de 2021.

A Instacart, fundada em 2012, tem como principal acionista o renomado fundo Sequoia, um dos maiores do mercado. Vale destacar que, apesar da avaliação de US$10 bilhões, o valor está consideravelmente abaixo do que a startup alcançou há dois anos, quando foi avaliada em US$39 bilhões em uma rodada de investimento.

Publicidade

Braskem

No cenário nacional, as ações da Braskem apresentaram um aumento de 5,83% no fechamento desta segunda-feira em resposta a desenvolvimentos significativos sobre a venda do controle da companhia.

A Petrobras, uma das acionistas atuais, avançou nas negociações para estabelecer uma joint-venture com a estatal árabe Adnoc, visando controlar a Braskem. Neste cenário, a Adnoc adquiriria a maior parte da participação da Novonor (antiga Odebrecht) na petroquímica, enquanto deixaria uma parcela de 4% para a empreiteira.

Além da estatal árabe, empresas brasileiras como a Unipar e a J&F também apresentaram propostas pela fatia da Novonor na Braskem, demonstrando o interesse e a competitividade envolvidos nesse processo de venda de controle acionário.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado