Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Especialistas recomendam Tesouro IPCA+ em cenário de juros

Entendendo o Tesouro IPCA+ (Foto: Joshua Mayo/Unsplash)
Entendendo o Tesouro IPCA+ (Foto: Joshua Mayo/Unsplash)

Diante de um cenário de incerteza fiscal e dúvidas sobre as futuras ações do Federal Reserve americano, especialistas apontam o Tesouro Direto, especialmente o Tesouro IPCA+, como uma das melhores opções para investidores. Recentemente, o Banco Central brasileiro reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, chegando a 10,5% ao ano, marcando a sétima queda consecutiva. Esse movimento tem levado a um aumento na procura por títulos que garantem proteção contra a inflação.

Reações do mercado e perspectivas para o investidor

No atual contexto de volatilidade, o Tesouro IPCA+ tem apresentado um rendimento acima de 6% ao ano, considerado atrativo por Frederico Nobre, líder de análise da Warren. Ele ressalta a vantagem dos títulos públicos sobre os de crédito privado, dado que as taxas oferecidas pelos primeiros têm sido mais vantajosas. No mesmo sentido, André Leite, chefe de investimentos da TAG, sugere uma alocação defensiva, realçando a dificuldade de justificar investimentos em bolsa quando o Tesouro IPCA+ oferece retornos tão competitivos.

“As ações estão baratas, mas quando existe um papel no Tesouro Direto que acompanha a inflação pagando 6% ao ano além da inflação, fica difícil justificar o investimento em bolsa brasileira. Não é necessário tomar risco agora, há muito prêmio na renda fixa”, afirma.

conteúdo patrocinado

Detalhes sobre o Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA+ é um título híbrido, que combina uma parte fixa com a variação do IPCA, garantindo retorno acima da inflação e preservando o poder de compra. Disponível a partir de R$ 30,00, este título se torna acessível a uma ampla gama de investidores, desde iniciantes até os mais experientes. A liquidez diária é um atrativo adicional, embora seja recomendável manter o investimento até o vencimento para evitar desvalorizações.

Leia também:

Tesouro Nacional: dívida pública federal atinge R$ 6,595 trilhões

Estratégias e recomendações de especialistas

Especialistas recomendam a seleção cuidadosa dos vencimentos dos títulos do Tesouro IPCA+ alinhados aos objetivos financeiros do investidor. Gabriel Redivo, da Aware Investments, aconselha olhar também para ações que possam se beneficiar do ciclo de baixa de juros, especialmente para perfis de risco moderado. A preferência deve ser por investimentos que ofereçam boa rentabilidade sem a necessidade de exposição a riscos desnecessários neste momento econômico.

Entendendo as opções de Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ está disponível em duas variantes principais: o Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal), ideal para acumulação de patrimônio a longo prazo, e o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B), que oferece pagamentos periódicos e é preferido por aqueles que buscam renda recorrente. Ambos compartilham a característica de rentabilidade real acima de 6% ao ano, mas diferem quanto à frequência de retorno financeiro ao investidor.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado