Segunda etapa do programa Desenrola começa hoje

Micro e pequenas empresas lideram dívidas
Imagem:Reprodução/Internet

O programa especial de renegociação de dívidas de consumidores, conhecido como “Desenrola”, dá início à sua segunda etapa após ter renegociado com sucesso R$ 13,2 bilhões na primeira etapa. Desta segunda-feira, até quarta-feira, 709 credores participarão de um leilão de descontos em um sistema desenvolvido pela B3, a bolsa de valores brasileira.

O programa é destinado à Faixa 1 e procura beneficiar até 32,5 milhões de consumidores com o nome negativado que ganham até dois salários mínimos. Inicialmente, apenas dívidas de até R$ 5 mil seriam renegociadas, totalizando R$ 78,9 bilhões. No entanto, se não houver adesão suficiente, o limite de débitos individuais pode subir para R$ 20 mil, somando R$ 161,3 bilhões em valores cadastrados pelos credores na plataforma.

Os maiores descontos oferecidos pelos credores serão contemplados com recursos do Fundo de Garantia de Operações (FGO), que possui R$ 8 bilhões do Orçamento da União. Isso permite às empresas concederem abatimentos mais generosos no processo de renegociação. O Ministério da Fazenda estima que o desconto corresponderá a pelo menos 58% das dívidas, podendo ser ainda maior, dependendo da atividade econômica.

É importante ressaltar que os credores que não conseguirem recursos do FGO poderão participar do Desenrola, mas não receberão ajuda do Tesouro Nacional.

Nesta nova fase, as empresas credoras estão agrupadas em nove setores, incluindo serviços financeiros, securitizadoras, varejo, energia, telecomunicações, água e saneamento, educação, micro e pequena empresa, e educação.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado