Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Estratégia de EXIT para Startups. Cuidado com o “OVER THE TOP!” – Por João Kepler Braga

Crescimento Versus Sustentabilidade: A Arte de Saber Quando Sair

(Foto: Linkedin)

A cultura do empreendedorismo muitas vezes exalta a ideia de crescer a qualquer custo. Mas, será que em algum momento a ambição pode se transformar em “over the top“? Essa expressão idiomática remete ao excesso, ao drama, e, às vezes, até mesmo à imprudência. No contexto das startups, isso pode significar passar do ponto ideal ou não reconhecer quando é a hora certa de considerar um EXIT.

A aspiração de muitos fundadores é transformar sua startup em um unicórnio e, eventualmente, realizar um IPO. No entanto, essa não é a realidade, a maioria EXITS acontecem através de M&A (Fusões e Aquisições), Se apenas algumas startups chegam até a Series B. Imagine então, as poucas que se tornaram Unicórnios e chegam até ao IPO?

O IPO é um processo caro e demorado, com múltiplas etapas, como auditorias e roadshows. Apenas para ilustrar, Startup como a a Meliuz é dos poucos exemplos nesse sentido.

Contrariando a lenda e o imaginário, M&A é uma opção mais comum e realista para muitas startups. Outra modalidade é a venda secundária de ações em follow-ons, onde investidores que entraram nas fases iniciais da startup podem realizar seu “exit” vendendo suas ações para novos investidores ou para os próprios fundadores. É o caso de muitos investidores-anjo que entram no começo e optam por vender suas participações mais cedo.

Publicidade

Por mais que a ideia de crescimento seja tentadora, os fundadores devem estar prontos para identificar quando a ambição pode estar levando-os “over the top”. Reconhecer que talvez o melhor para a Startup a e seus investidores seja uma venda ou fusão pode ser a chave para o sucesso sustentável.

Só lembrando que os empreendedores não iniciam suas startups apenas visando o retorno financeiro. Eles são movidos por um propósito maior: resolver problemas do mundo real. Mas de qulquer forma, é preciso considerar o futuro de sua Startup. Conhecer as diversas opções de “exit” pode ajudar a garantir que essa missão continue, independentemente do caminho escolhido.

E não, não estou sugerindo uma saída apressada. Tudo deve seguir um ritmo, um cronograma bem delineado. Estou falando de estratégia. 

Uma estratégia de saída, em sua essência, é um plano detalhado de como um investidor ou fundador da Startup se desfaz de seu investimento em um ativo financeiro. Esse plano é executado quando determinados critérios, sejam eles positivos ou negativos, são atingidos.

Mas por que ter uma estratégia de saída é tão crucial? Em primeiro lugar, ter um plano de saída bem definido remove as emoções do processo decisório. Vender sob pânico ou tomar decisões precipitadas em momentos de alta pressão pode ser evitado. Além disso, ter metas claras permite definir a direção estratégica do negócio e preparar para eventos inesperados.

Por isso, os investidores, ao avaliar startups, procuram um plano de saída claro para garantir o retorno de seu investimento. Os empreendedores podem optar por diferentes tipos de saídas, como IPOs, aquisições estratégicas ou compra pela própria gestão. O caminho escolhido influenciará muitas decisões futuras.

Seja qual for o cenário, seja você um empreendedor entusiasmado ou um investidor astuto, ter uma estratégia de saída é fundamental. É a garantia de que, independentemente das voltas que a jornada de negócios tome, haverá um plano claro para o final. Porque, afinal, saber quando e como sair pode ser tão importante quanto saber quando e como começar.

Pense Nisso!

*Opinião – Artigo Por João Kepler Braga, escritor, educador, anjo-investidor e conferencista. Especialista na relação empreendedor-investidor, foi premiado por 4x como o Melhor Anjo-Investidor do Brasil pelo Startup Awards. CEO da Bossanova Investimentos, que realizou mais de 1.500 investimentos em startups nos últimos 7 anos, Conselheiro de Empresas e entidades e Autor de 9 livros.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado