Urnas abertas: argentinos escolhem entre Milei e Massa

Análise sobre a eleição de Javier Milei na Argentina: possíveis impactos diplomáticos, desafios de governabilidade e incertezas econômicas.
Foto: Grecia Talavera/Pexels

As urnas foram abertas neste domingo (19) às 8h (horário de Brasília) para a eleição presidencial na Argentina, onde os eleitores decidirão entre o governista Sergio Massa, atual ministro da economia, e o libertário Javier Milei.

A disputa se configura de forma acirra. Recentemente, pesquisa da Atlasintel indicarou Milei com 52,1% de intenção de voto, enquanto Massa tem 47,9%. É possível uma virada, já que Massa liderou o primeiro turno. O apoio de Patricia Bullrich a Milei pode ser um fator decisivo, representando uma mudança significativa na corrida eleitoral.

A eleição reflete dois projetos distintos para a Argentina, representados por Massa e Milei. Massa, alinhado à esquerda, promete resolver a crise econômica focando nos direitos sociais. Por outro lado, Milei, um outsider político, propõe medidas drásticas como o fechamento do banco central e a dolarização da economia.

A disputa acontece em meio a uma realidade de crise, inflação em alta e desafios econômicos, tornando a escolha dos argentinos crucial para o futuro do país. Diplomatas brasileiros veem a eleição em aberto, enquanto a população busca uma solução diante de uma situação marcada pela falta de dólar, inflação e desemprego crescentes.

Mais Lidas

Últimas Notícias

LEIA MAIS