Suspensão de resgates na Vórtx após ação da PF

A Vórtx anunciou a suspensão dos resgates em três fundos de criptomoedas. A decisão ocorreu após a Titanium Asset, gestora dos fundos, se tornar alvo de investigação da Polícia Federal por suspeita de pirâmide financeira.

Localizada na Avenida Faria Lima, em São Paulo, a Titanium Asset foi impactada por uma operação da PF contra fraudes financeiras. A Vórtx, responsável pela administração dos fundos, tomou a medida com base em uma ordem judicial.

Os fundos afetados são: Structure, com 362 cotistas e R$ 73 milhões; Cripto Access, com 83 investidores e R$ 5,8 milhões; e Galaxy, com 51 cotistas e R$ 3 milhões. A Vórtx busca mais informações e reafirma seu compromisso com os investidores.

A investigação da PF aponta para um esquema de “centrifugação de dinheiro”, com recursos possivelmente oriundos de tráfico de drogas e fraudes. Os crimes incluem lavagem de dinheiro e atos contra o sistema financeiro nacional.

A operação da PF resultou em 28 mandados de busca e apreensão e o bloqueio de cerca de R$ 400 milhões em bens, incluindo imóveis, embarcações, veículos de luxo e contas bancárias.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado