Cooperação Brasil-Alemanha em descarbonização industrial

Reunião entre Brasil e Alemanha para reforçar parceria em sustentabilidade, focando em descarbonização e inovação verde.
(Foto: Divulgação MDIC)

Brasil e Alemanha intensificam sua colaboração em questões ambientais, com enfoque em descarbonização da indústria, bioinovação, hidrogênio verde e neutralidade de carbono. O encontro, realizado nesta segunda-feira (04/11), realizado em Berlim, reforçou o compromisso mútuo com a sustentabilidade e a ação climática. Márcio Elias Rosa, ministro em exercício do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, e Robert Habeck, ministro alemão de Assuntos Econômicos e da Ação Climática, focaram em estratégias para descarbonizar a indústria e promover bioinovação.

Os ministros exploraram o potencial de investimentos alemães no Brasil em setores estratégicos como transporte, logística e produção de aço verde. Destacaram também a matriz energética brasileira, uma das mais renováveis do mundo, e seu potencial para expansão.

A transição para uma economia de baixo carbono no Brasil enfrenta desafios, incluindo altos custos de capital e o “Custo Brasil”. Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que aproximadamente R$ 40 bilhões serão necessários para a descarbonização da indústria brasileira até 2050.

Na COP28, em Dubai, foi apresentado o estudo “Oportunidades e riscos da descarbonização da indústria brasileira – roteiro para uma estratégia nacional”, evidenciando a importância desta agenda no contexto global. Além disso, os ministros renovaram um memorando de entendimento entre o INMETRO e o PTB alemão, visando ao desenvolvimento de infraestrutura de qualidade nas áreas de energias renováveis e eficiência energética.

Na II Reunião de Consultas Intergovernamentais de Alto Nível Brasil-Alemanha, comandada pelo presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e pelo chanceler alemão Olaf Scholz, discutiu-se a parceria comercial e o fortalecimento de laços econômicos entre os dois países.

Em termos de comércio bilateral, a Alemanha é o quarto maior parceiro do Brasil, com uma corrente de comércio totalizando US$ 19,07 bilhões em 2022. O valor necessário para a descarbonização pode ser ainda maior que os R$ 40 bilhões estimados, considerando investimentos adicionais em infraestrutura.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado