Shein aumenta taxa de comissão no Brasil

Foto: Divulgação

A Shein, conhecida plataforma de e-commerce, anunciou recentemente um aumento na taxa de comissão para seus lojistas brasileiros. A partir de janeiro de 2024, a taxa subirá de 10% para 16%. Essa mudança, conforme reportado pelo Valor Econômico, pode levar a um aumento nos preços dos produtos, uma vez que os lojistas podem repassar este custo adicional aos consumidores.

A empresa justificou o aumento da taxa com a necessidade de investir na atualização tecnológica de sua plataforma. Interessante notar que, em casos de compras canceladas, devoluções ou reembolsos, a taxa não é aplicada. Vale ressaltar que a taxa de 10% permaneceu inalterada por dois anos, enquanto outras empresas de varejo já haviam aumentado suas tarifas.

Paralelamente, o governo brasileiro, representado pelo vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin, expressou a intenção de reintroduzir o imposto de importação para compras internacionais abaixo de US$ 50. Tal medida afetaria diretamente empresas como Shein, Shopee e AliExpress. Estas empresas, que já aderiram ao programa Remessa Conforme do governo, visam reduzir fraudes fiscais e atualmente desfrutam de isenção do imposto de importação para encomendas de até US$ 50.

Esta potencial mudança tributária, junto com o aumento da taxa de comissão da Shein, ilustra um cenário em evolução no mercado de e-commerce brasileiro, com impactos tanto para vendedores quanto consumidores.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado