Petrobras anuncia renúncia de membro do conselho de administração

petrobras perde R$ 30 bilhões em mercado
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil).

Nesta segunda-feira (22/01), a Petrobras anunciou a renúncia de Efrain Pereira da Cruz, membro do Conselho de Administração e do Comitê de Investimentos da empresa. Em substituição, a União Federal indicou Renato Campos Galuppo para o Conselho de Administração. Em comunicado, a Petrobras declarou ter recebido a carta de renúncia de Efrain Pereira da Cruz, e “em razão da vacância”, a União indicou Galuppo.

A nomeação de Galuppo para o cargo seguirá os procedimentos de aprovação estabelecidos pela Lei das S.A. e pelo Estatuto Social da Petrobras. Galuppo, que já faz parte do Comitê de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da empresa, teve seu relatório de integridade aprovado, sem impedimentos para assumir a nova função.

Perfil de Renato Campos Galuppo

De acordo com informações da Petrobras, Renato Campos Galuppo atua no meio jurídico desde fevereiro de 2003. Sua experiência abrange a advocacia em tribunais como Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais e o Supremo Tribunal Federal. Ainda de acordo com a Petrobrás, ele se destaca por sua ampla experiência em casos contenciosos e consultivos nas áreas eleitoral, criminal, constitucional e civil.

Galuppo é formado em Direito pela Universidade Federal de Ouro Preto. Ele se especializou em Direito Penal e Processo Penal Aplicados pelo Centro Universitário UNA em 2020. Além disso, é pós-graduado em Direito Penal Econômico, uma qualificação obtida em 2021 pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em parceria com o IBCCRIM.

A carreira de Galuppo inclui também um período como assessor jurídico na Câmara dos Deputados. Desde julho de 2023, ele atua como conselheiro de Administração da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA). Além disso, Galuppo é membro externo do Comitê de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (CSMS) da Petrobras desde junho do ano passado. Além de integrar a Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abrade), o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) e o Instituto de Ciências Penais (ICP).

 

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado