Investimentos estrangeiros no Brasil em queda

Imagem: John McArthur / Unsplash

O Banco Central do Brasil (BC) divulgou hoje um relatório revelando que os Investimentos Diretos no Brasil (IDP) totalizaram US$ 62 bilhões em 2023, representando 2,85% do Produto Interno Bruto (PIB). Portanto, uma queda de 17% em relação ao ano anterior, quando os valores alcançaram US$ 74,6 bilhões.

De acordo com o relatório de estatísticas do setor externo, dezembro também registrou saídas líquidas de capital, totalizando US$ 389 milhões. No mesmo mês de 2022, essas saídas haviam sido de US$ 479 milhões. O BC observou que 2023 marcou o terceiro ano consecutivo de saídas líquidas desde o início da pandemia de Covid-19 em 2020.

Fernando Rocha, chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, explicou que a queda em dezembro é sazonal e que a situação se manteve estável entre 2022 e 2023. Ele também destacou que em dezembro de 2021, as saídas líquidas foram bem maiores, chegando a cerca de US$ 500 milhões.

“Nos últimos três anos, temos observado saídas líquidas na conta de Investimento direto. Isso é uma tendência sazonal. Parece que a trajetória permanece a mesma. Em 2022, tivemos ingressos maiores e, em 2023, esses ingressos diminuíram”, explicou Rocha durante uma coletiva de imprensa para comentar os resultados.

Fernando Rocha, também ressaltou que a economia enfrentou desafios sem precedentes durante a pandemia. Sendo assim, afetou a confiança nos investimentos. Embora tenha tido uma recuperação em 2021 após um resultado fraco em 2020. Ele ainda afirmou que 2023 registrou uma queda em relação a essa base mais elevada, mas que isso se trata de um detalhe no fluxo de investimento.

Turismo estrangeiro

Recorde nos gastos de turistas estrangeiros no Brasil em 2023. O chefe do Departamento de Estatísticas do BC,  destacou o recorde nos gastos de estrangeiros com turismo no Brasil em 2023. Assim, superou anos marcantes como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que atraíram um grande número de visitantes estrangeiros.

“As receitas com viagens atingiram o ponto mais alto na série histórica em 2023, superando anos com fluxo intenso de estrangeiros no país, como a Copa em 2014 e as Olimpíadas em 2016”, afirmou Rocha.

Gastos de estrangeiros no Brasil

Segundo os dados do BC, os estrangeiros gastaram US$ 6,907 bilhões no Brasil no ano passado. Além disso, os gastos dos brasileiros no exterior também superaram os números pré-pandemia, com despesas líquidas de viagens internacionais totalizando US$ 459 milhões em dezembro de 2023, uma queda de 20,1% em relação ao mesmo mês de 2022. Isso foi impulsionado por um aumento de 32,0% nas receitas, atingindo US$ 622 milhões, e um aumento de 3,3% nas despesas, chegando a US$ 1,1 bilhão.

Rocha enfatizou que, apesar da queda, os valores continuam superiores aos de 2019, o que é uma boa notícia para o turismo brasileiro. “As receitas estão crescendo mais que as despesas. Uma notícia boa para o turismo brasileiro”, finalizou.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado