Pesquisar
Close this search box.

Demanda brasileira por cidadania italiana satura prefeituras

Prefeito de Val di Zoldo, no norte da Itália, coloca bandeira do Brasil na sacada da prefeitura em forma de protesto (Foto: Reprodução/Redes Sociais/Sindaco Val di Zoldo Camillo de Pellegrin).

Uma tendência tem crescido na Itália, especialmente na região do Vêneto: um aumento expressivo no número de brasileiros buscando o reconhecimento da cidadania italiana. Esse fenômeno tem causado uma sobrecarga nos serviços municipais italianos, com mais de 150 mil pedidos já registrados. Esse volume de solicitações diárias tem pressionado as prefeituras, levando algumas a adotar medidas como contratação de pessoal extra e autorização de horas extras para lidar com a demanda.

A magnitude do problema foi simbolizada pela ação de Camillo de Pellegrin, prefeito de Val di Zoldo, na regão italiana de Veneto, que estendeu uma bandeira brasileira na fachada da prefeitura em protesto. Além disso, municípios como Treviso, Vicenza e Valdastico também relatam receber um número elevado de pedidos semanalmente, o que coloca pressão sobre os recursos disponíveis.

O processo judicial e administrativo

A obtenção da cidadania italiana começa com uma petição ao judiciário, seguida pela determinação de que a cidade de origem do ancestral do solicitante reconheça a cidadania. Este processo envolve a emissão de documentos essenciais como certidões de nascimento e casamento. Cada prefeitura tem cerca de um mês para concluir as buscas e emitir a documentação, um prazo desafiador devido à complexidade das pesquisas.

Funcionários municipais relatam dificuldades em lidar com pedidos incompletos ou errados. A busca por antepassados baseada em informações limitadas ou memórias familiares imprecisas exige um esforço considerável. Em alguns casos, a busca por um ancestral pode absorver recursos e tempo.

Leia também:
Custos operacionais

A Câmara Municipal de Soave cobra 2 mil euros para iniciar o procedimento, além de 600 euros para cada certidão adicional de nascimento ou casamento. Mas ainda que taxas sejam cobradas pelos municípios, o processo é descrito como oneroso para os funcionários. Por certo, as investigações detalhadas e a gestão de solicitações baseadas em informações vagas ou imprecisas aumentam a complexidade do trabalho, revelam fontes.

Impacto financeiro e operacional

A questão financeira é um ponto de tensão, com municípios enfrentando custos operacionais elevados. Estes incluem despesas com pessoal adicional e horas extras, necessárias para adaptar os serviços municipais à demanda crescente. Em resumo, este cenário destaca a complexidade da situação e a necessidade de uma abordagem equilibrada para gerenciar as solicitações de cidadania italiana por brasileiros, garantindo eficiência dos processos. Além disso, chama atenção para a preferência pela Itália como destino de moradia de muitos brasileiros.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado