Pesquisar
Close this search box.

Por que os preços dos imóveis em Nova York caíram pela metade

imóveis em Nova York
(Foto: Udayaditya Barua/Unsplash).

Em Nova York, um dos mercados imobiliários mais caros do mundo, uma transformação está em curso, impulsionada por legislações mais rígidas sobre aluguéis. Douglas Peterson, proprietário da City Skyline Realty, enfrenta adversidades com seu investimento em um prédio de 21 apartamentos em Washington Heights. Comprado em 2018 por US$ 4,8 milhões, o edifício agora reflete as dificuldades impostas pelo sistema de regulamentação de aluguéis da cidade.

AluguePeterson, cuja empresa se especializa em imóveis em Nova York com aluguéis estabilizados, vê severas limitações nas opções de lucro. Isso se dá pela legislação de 2019 que alterou as regras para o aumento de aluguéis após reformas e manteve os apartamentos no programa de estabilização, independentemente do valor do aluguel.

Os prejuízos não são isolados. A Maverick Real Estate Partners reporta uma queda de 34% no preço de venda de edifícios com pelo menos um apartamento de aluguel estabilizado desde 2019, contrastando com um aumento de 23% nos preços dos apartamentos não regulamentados. A reação do mercado foi tangível, com a Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) vendendo US$ 15 bilhões em empréstimos a um desconto de 40%, e o New York Community Bancorp vendo uma queda de 38% nas ações devido à preocupação com sua exposição imobiliária.

A situação reflete um embate mais amplo sobre moradia acessível, com proprietários como Lewis Barbanel da Barberry Rose Management argumentando que as regulamentações violam direitos de propriedade e desincentivam a renovação e construção, potencialmente exacerbando a escassez de moradias. Por outro lado, inquilinos e ativistas veem nas leis uma correção necessária para práticas que privilegiavam os proprietários em detrimento da acessibilidade da moradia.

O controle de aluguéis, tema de debate entre economistas e políticos, ressurge como uma ferramenta controversa para enfrentar o aumento dos custos de moradia. Enquanto países e cidades ao redor do mundo exploram diferentes abordagens para lidar com a crise habitacional, Nova York se destaca pela sua longa história de regulamentação de aluguéis de imóveis e pelo impacto recente das mudanças legislativas sobre o mercado imobiliário.

A tensão entre proprietários e inquilinos em Nova York exemplifica o desafio contínuo de equilibrar a necessidade de moradia acessível com os interesses do mercado imobiliário. As mudanças nas leis de aluguel de 2019, embora destinadas a proteger inquilinos, tiveram consequências profundas para investidores e levantaram questões sobre a melhor maneira de garantir moradia acessível em uma das cidades mais caras do mundo.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado