Pesquisar
Close this search box.

FGTS Digital inicia operação nesta sexta-feira para empregadores

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) anunciou a operação do FGTS Digital a partir de 1º de março, em evento de lançamento realizado em Brasília, com presenças ilustres, incluindo o Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, e representantes da Caixa Econômica Federal, Serpro, Ministério da Gestão e Inovação (MGI) e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Esta iniciativa promete transformar a gestão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), facilitando a vida dos empregadores com uma plataforma digital.

Economia e Eficiência

O FGTS Digital visa proporcionar uma economia de 36 horas mensais aos empregadores nas rotinas de recolhimento do FGTS, além de uma redução de custos operacionais de cerca de R$144 milhões por ano. O ministro Luiz Marinho destacou a autorização de R$183 milhões pelo Conselho Curador do FGTS para a implementação do sistema, enfatizando os benefícios de custo e eficiência.

Integração e Tecnologia

A plataforma trará uma gestão integrada do FGTS, aprimorando arrecadação e fiscalização. Empregadores poderão acessar serviços digitais para cumprir obrigações de recolhimento de forma ágil e intuitiva. O Serpro desempenha um papel crucial na viabilização técnica, integrando eSocial, Pix Caixa, e outros, beneficiando 4,5 milhões de empregadores e 50 milhões de trabalhadores. Alexandre Amorim, diretor-presidente do Serpro, ressaltou a importância de uma solução segura e robusta, garantindo a proteção de dados pessoais sob a LGPD.

Benefícios Ampliados

A CAIXA, como parceira do projeto, reafirma seu compromisso com a melhoria contínua na gestão dos recursos do FGTS, alinhada ao papel social do banco. A nova plataforma digital, integrada ao eSocial, permitirá a geração de guias personalizadas, cálculo de indenizações, e mais, promovendo eficiência e redução de burocracia.

Avanços Significativos

O sistema introduzirá melhorias como a substituição do PIS pelo CPF e a adoção do Pix como método de pagamento, eliminando problemas anteriores e facilitando o recolhimento eficiente dos valores devidos. Essas mudanças representam um salto qualitativo na gestão do FGTS, aumentando a rede arrecadadora e promovendo economias substanciais.

Preparação e Testes

Desde agosto de 2023, a plataforma FGTS Digital foi testada em uma versão de produção limitada, permitindo aos empregadores familiarizarem-se com as novas funcionalidades. Este período de preparação assegura uma transição suave para a nova sistemática, que busca unificar, simplificar e reduzir a carga de obrigações legais, beneficiando empregadores e empregados por igual.

O FGTS Digital representa um marco na gestão do FGTS, oferecendo um sistema mais eficiente, econômico e seguro, alinhado às necessidades dos empregadores e à proteção dos direitos dos trabalhadores.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado