Pesquisar
Close this search box.

Confira o ranking da renda per capita nos estados, segundo IBGE

Confira o ranking da renda per capita nos estados, segundo IBGE
(Foto: Divulgação/IBGE).

A renda domiciliar per capita do Brasil registrou um aumento para R$ 1.893 em 2023. Isso representa um crescimento de 16,7% em relação ao ano anterior, quando o valor era de R$ 1.625. Além da média em nível nacional, também foram divulgadas as rendas per capita por estados. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (28) esses dados, provenientes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua.

Este indicador, que mede a divisão dos rendimentos domiciliares nominais pelo número total de moradores, inclui fontes de renda como trabalho, aposentadorias, auxílios governamentais e rendas de aluguéis. O Fundo de Participação dos Estados (FPE) utiliza essas estimativas para distribuição de recursos, conforme a Lei Complementar nº 143 de 2013.

No ranking de renda per capita por estado, o Distrito Federal se destaca com o maior valor, R$ 3.357 mensais, mantendo a liderança pelo segundo ano consecutivo. Em contrapartida, o Maranhão apresenta a menor renda per capita, com R$ 945.

 

A distribuição da renda per capita nos estados revela um contraste entre as regiões do Brasil. Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste apresentam os maiores rendimentos. Já os estados do Norte e Nordeste registram os menores valores, evidenciando a persistência das desigualdades regionais.

Renda per capita por estado, do menor para o maior valor:

1- Maranhão: R$ 945

2 – Acre: R$ 1.095

3 – Alagoas: R$ 1.110

4 – Pernambuco: R$ 1.113

5 – Bahia: R$ 1.139

6 – Ceará: R$ 1.166

7 – Amazonas: R$ 1.172

8 – Sergipe: R$ 1.218

9 – Pará: R$ 1.282

10 – Paraíba: R$ 1.320

11 – Piauí: R$ 1.342

12 – Rio Grande do Norte: R$ 1.373

13 – Roraima: R$ 1.425

14 – Amapá: R$ 1.520

15 – Rondônia: R$ 1.527

16 – Tocantins: R$ 1.581

17 – Espírito Santo: R$ 1.915

18 – Minas Gerais: R$ 1.918

19 – Mato Grosso: R$ 1.991

20 – Goiás: R$ 2.017

21 – Mato Grosso do Sul: R$ 2.030

22 – Paraná: R$ 2.115

23 – Santa Catarina: R$ 2.269

24 – Rio Grande do Sul: R$ 2.304

25 – Rio de Janeiro: R$ 2.367

26 – São Paulo: R$ 2.492

27 – Distrito Federal: R$ 3.357

A análise dos dados de 2023 mostra não apenas um aumento geral do rendimento domiciliar per capita no Brasil, mas também destaca a continuidade das desigualdades entre os estados. Enquanto o Distrito Federal se consolida na liderança, estados do Nordeste e Norte ocupam as posições inferiores do ranking.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado