Pesquisar
Close this search box.

Fraude: mulher dá prejuízo de R$ 100 mil em passagens aéreas

fraude de passagens aéreas
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Em Paraíso do Tocantins, um esquema fraudulento abalou o setor de turismo: uma ex-funcionária de 38 anos é investigada por causar um prejuízo de mais de R$ 100 mil em fraudes de passagens aéreas na empresa de viagens onde trabalhava. A suspeita, que não teve o nome divulgado, vendia as passagens aéreas para as pessoas interessadas e as vítimas só sabiam que as passagens eram falsas no momento que iam embarcar.

A Polícia Civil lançou a operação ‘Tour‘ para investigar a fraude. Medidas judiciais, incluindo buscas e apreensões, foram realizadas na residência da investigada. De acordo com o delegado José Lucas Melo, responsável pela investigação, a mulher tinha a confiança dos donos e aparentemente abusou dessa posição para emitir bilhetes aéreos fictícios, mesmo quando os pagamentos eram feitos diretamente à conta bancária da empresa.

Custos Elevados e reembolsos

A empresa se viu obrigada a realizar reembolsos caros, comprando passagens de última hora para garantir que os clientes prejudicados pudessem prosseguir com suas viagens. Essa ação não apenas aumentou os custos operacionais, mas também manchou a reputação do negócio.

Além da suspeita principal, a polícia examina o envolvimento de outras pessoas nos crimes relacionados à fraude. O objetivo é não apenas punir os responsáveis, mas também estabelecer mecanismos de ressarcimento para a empresa e os clientes afetados. Na sexta-feira (8), a polícia civil cumpriu mandados de busca e apreensão, sequestro de bens e bloqueio de contas bancárias da suspeita.

As medidas visam garantir o normal andamento das investigações e buscar meios de promover o ressarcimento do prejuízo causado, que pode ultrapassar os R$ 100 mil”, disse o delegado.

Prevenindo fraudes futuras

Este caso de fraude de passagens aéreas ressalta a necessidade de verificações rigorosas e processos transparentes no setor de turismo e viagens. As empresas precisam estar atentas para proteger tanto seus negócios quanto seus clientes de golpes semelhantes.  Empresas e consumidores devem ficar sempre vigilantes, buscando sempre validar a autenticidade de serviços e produtos no mercado de viagens. A justiça agora segue seu curso, esperando-se que os envolvidos sejam responsabilizados e que tais esquemas sejam impedidos no futuro.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado