Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Vale enfrenta queda de ações após renúncia de conselheiro

Vale enfrenta queda de ações após renúncia de conselheiro
(Foto: Divulgação/Vale).

Os investidores da Vale (VALE3) viram as ações da empresa fecharem em baixa de 0,62%, a R$ 60,84, nesta terça-feira (12). A volatilidade do dia levou os papéis a variarem entre R$ 62,57 e R$ 60,66. A renúncia de José Luciano Duarte Penido do Conselho de Administração trouxe instabilidade, especialmente porque o mesmo renunciou ao cargo alegando preocupações com interferências políticas na gestão da mineradora.

Penido, que participava do conselho desde 2019, expressou preocupações com o processo sucessório na liderança da empresa. Sua carta mencionava uma manipulação que não visava o melhor interesse da Vale, destacando a influência política como um ponto negativo. A decisão de manter Eduardo Bartolomeo como CEO até o final de 2024 foi informada pela empresa, que também anunciou o papel de Bartolomeo como orientador para a transição da nova liderança em 2025.

 

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Analistas consultados pelo E-Investidor deram suas opiniões sobre a permanência de Bartolomeo, refletindo a complexidade da situação. Além das questões internas, a Vale enfrentou o impacto da desvalorização do minério de ferro no mercado internacional. Enquanto o contrato mais negociado na Bolsa de Dalian, China, para maio de 2024, caiu 2,23%, o preço na Bolsa de Cingapura para abril do mesmo ano subiu 1,77%.

Penido, que se posicionou contra a extensão do mandato de Bartolomeo, criticou a formação de uma maioria no conselho motivada por interesses particulares de alguns acionistas. Ele expressou descontentamento com a governança corporativa da empresa, sentindo-se ineficaz em seu papel de conselheiro independente.

O impacto desses eventos nas ações da Vale é notável. Segundo Einar Rivero, da Elos Ayta Consultoria, a empresa sofreu a maior perda de valor de mercado na Bolsa de Valores desde o final de 2023 até março de 2024, totalizando uma desvalorização de R$ 48,3 bilhões. Esse cenário reflete os desafios enfrentados pela Vale em meio a tensões internas e variações no mercado de commodities.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado