Pesquisar
Close this search box.

Queda de 23% nas Importações de Marketplaces Chineses em 2023

Queda nas importações chinesas. (Foto: Pixels)

As importações chinesas por marketplaces internacionais sofreram uma queda de 23% em 2023, influenciadas pela adoção do programa Remessa Conforme. Este programa, criado pela Receita Federal, isenta de impostos compras de até US$ 50 feitas em plataformas cadastradas, mas introduz o ICMS para remessas de menor valor.

Mudança nos Hábitos de Consumo

Com o Remessa Conforme, houve uma adaptação nos hábitos de compra dos consumidores brasileiros. Marketplaces populares como AliExpress, Shein e Shopee, que se inscreveram no programa, passaram a recolher o ICMS no momento da compra. Isso tornou menos atraentes as importações de baixo valor, com impostos de 17% para encomendas até US$ 50 e a adição de 60% de taxação federal para valores superiores.

Perspectiva de Rodrigo Giraldelli

Rodrigo Giraldelli, especialista no comércio entre China e Brasil, destaca a importância da isenção tributária para compras até 50 dólares, beneficiando tanto consumidores quanto empresas. No entanto, a equiparação de preços com produtos nacionais, devido à tributação no momento da compra, motivou muitos a preferirem produtos locais, influenciando a queda nas importações.

Impacto nos Consumidores e Previsões Futuras

Os consumidores enfrentam agora preços menos competitivos e um processo de compra mais complexo, com a necessidade de pagar impostos antecipadamente. A longo prazo, ainda é incerto como o Remessa Conforme afetará o mercado, mas é provável que a tendência de queda nas importações chinesas continue. Apesar disso, Giraldelli ressalta a importância de proteger o consumidor e de uma fiscalização eficiente dos impostos.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado