Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Falhas contínuas ameaçam concessão da Enel em SP; crise também afeta RJ

Enel pode perder concessão em SP. (Foto: Divulgação - Enel)
Enel pode perder concessão em SP. (Foto: Divulgação - Enel)

A Enel, atuante em São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará desde 2018, agora enfrenta um cenário desafiador em São Paulo após diversos apagões. Estes incidentes levaram a um pedido de abertura de processo administrativo pelo ministro Alexandre Silveira, do Ministério de Minas e Energia, questionando a continuidade da sua concessão no estado.

Problemas recorrentes e resposta do governo

Os episódios de interrupção no fornecimento de energia destacam-se, com dois apagões em São Paulo sendo os mais críticos. O primeiro, ocorrido em 3 de novembro de 2023, afetou 2,1 milhões de clientes após uma forte chuva, causando prejuízos duradouros. O segundo, em 18 de março de 2024, comprometeu áreas centrais da cidade, incluindo a Santa Casa de Misericórdia e a rua 25 de Março, afetando centenas de lojistas e moradores que ficaram até cinco dias sem energia. Essas falhas motivaram o pedido de rescisão de concessão pela Prefeitura de São Paulo e o início de uma CPI na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Ações regulatórias e multas para a Enel

Diante dessas falhas, tanto a Aneel quanto o Procon aplicaram multas significativas à Enel, totalizando R$ 320,8 milhões em penalidades desde 2018. A Aneel, inclusive, discute a possibilidade de intervenção na companhia. Paralelamente, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro moveram processos administrativos contra a Enel por falhas semelhantes em outras regiões.

conteúdo patrocinado

Histórico e desempenho da Enel

Desde a aquisição da Eletropaulo em 2018, a Enel tem expandido sua operação, atendendo a mais de 7 milhões de clientes em São Paulo, além de sua presença no Rio de Janeiro e no Ceará. No entanto, as unidades da Enel nesses estados figuram entre as piores no ranking de continuidade de fornecimento de energia da Aneel. Apesar do aumento do lucro e dos investimentos em infraestrutura, a redução no número de funcionários e o acúmulo de reclamações pelo Procon destacam os desafios na gestão da distribuição de energia.

Fim da concessão em São Paulo?

A Enel enfrenta agora a possibilidade de perda de sua concessão em São Paulo, uma medida extrema que requer um processo detalhado com direito de defesa. Especialistas no setor elétrico apontam a necessidade de investimentos a longo prazo e qualificação de mão de obra para enfrentar a crise energética atual. A Enel, por sua vez, afirma cumprir com suas obrigações contratuais e planeja continuar investindo na modernização e fortalecimento de sua rede elétrica.

Ação conjunta no Rio de Janeiro

Os problemas de fornecimento da Enel também têm impactado diretamente a vida da comunidade, como evidenciado por ações judiciais movidas por moradores da zona rural de São Fidélis no Rio de Janeiro. Estes moradores exigem melhorias no serviço e indenizações por danos morais devido a interrupções frequentes no fornecimento de energia, refletindo a crescente insatisfação dos consumidores com a qualidade do serviço prestado pela concessionária.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado