Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Itália lança visto para nômades digitais: veja as regras

Visto para nômades digitais na Itália. (Foto: Damiano Baschiera/Unsplash)
Visto para nômades digitais na Itália. (Foto: Damiano Baschiera/Unsplash)

A Itália, um destino europeu popular entre turistas e profissionais, agora oficializa uma nova categoria de visto dedicada a nômades digitais. Esta medida busca atrair trabalhadores remotos altamente qualificados de fora da União Europeia e da Suíça, oferecendo-lhes a oportunidade de viver e trabalhar no país por um período determinado.

Requisitos do visto

Para ser elegível ao visto, o candidato deve demonstrar alta qualificação e capacidade de trabalhar remotamente, utilizando tecnologia que permita a execução de tarefas à distância. Além disso, é necessário comprovar uma renda anual mínima de aproximadamente € 28.000 (US$ 30.400), possuir seguro de saúde válido por toda a estadia e garantir acomodação no país.

Os interessados devem apresentar uma declaração assinada pelo empregador no consulado italiano do país de residência e, após chegar à Itália, solicitar uma autorização de residência em até oito dias. Requerimentos incluem ainda um diploma universitário de no mínimo três anos, uma licença profissional ou comprovante de experiência relevante na área de atuação.

conteúdo patrocinado

Benefícios do visto

Este visto, válido por um ano e renovável, não apenas abre a Itália para um crescente mercado global de profissionais remotos, mas também permite a inclusão da família do trabalhador no processo. A iniciativa é parte dos esforços do país para revitalizar sua economia, seguindo estratégias anteriores de atrair estrangeiros através da venda de imóveis a preços simbólicos.

Contexto europeu

Enquanto a Itália avança na atração de nômades digitais, outros países europeus começam a rever políticas de “vistos dourados”, que anteriormente ofereciam residência em troca de investimentos. Esta nova abordagem italiana visa fomentar o crescimento econômico por meio da inovação e da diversificação profissional.

Processo de candidatura

Candidatos a esse visto devem enfrentar um rigoroso processo de candidatura que inclui a verificação de antecedentes criminais nos últimos cinco anos. A obtenção de um número fiscal italiano também faz parte do procedimento, essencial para a permanência legal no país.

Resumo do visto para nômades digitais

  • Objetivo: Atrair profissionais qualificados que trabalham remotamente.
  • Requisitos: Alta qualificação, renda mínima anual, seguro saúde, acomodação adequada, experiência como nômade digital ou trabalhador remoto.
  • Validade: 1 ano, renovável.
  • Benefícios: Inclusão familiar, contribuição para o crescimento econômico italiano.
  • Procedimento: Declaração do empregador, solicitação de autorização de residência e número fiscal na Itália.
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado