Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Boeing quer reconstruir confiança na América Latina

boeing américa latina
(Foto: Boeing/Divulgação)

Landon Loomis, presidente da Boeing para a América Latina, destacou os esforços da empresa para reconstruir a confiança na região após uma série de desafios de segurança que impactaram a reputação global da fabricante de aviões. Em uma entrevista em Santiago, no Chile, Loomis discutiu o futuro da Boeing, enfatizando a necessidade de transparência e compromisso com a segurança e a qualidade.

Transição de liderança e foco na segurança

A transição de liderança na Boeing, com a saída anunciada do CEO Dave Calhoun até o final do ano, marca um período crítico para a empresa. Loomis reitera a importância de um processo de transição que fortaleça a confiança interna e externa. “Estamos no momento de um profundo exercício de construção de confiança fundamental que deve fluir por toda a nossa fábrica, nossos compromissos com a imprensa, com o governo, com nossos próprios funcionários”, disse Loomis à Reuters em uma entrevista.

Crescimento e demanda na região

Com uma previsão de crescimento anual do tráfego de passageiros de 5,5%, a América Latina apresenta uma demanda robusta, necessitando de mais de 2.000 novos aviões nos próximos 20 anos. Loomis expressa otimismo quanto à capacidade da Boeing de atender a essa demanda, apesar dos recentes desafios de produção que resultaram em redução nas entregas.

conteúdo patrocinado

Desafios de produção e promessas ao mercado

Admitindo dificuldades nos cronogramas de entrega global, Loomis enfatiza o foco da Boeing em alcançar a estabilidade da produção. Ele menciona que, no curto prazo, a meta da empresa é cumprir suas promessas, enfrentando e resolvendo problemas de maneira transparente e eficaz.

Construindo um futuro de confiança

Ao abordar o futuro da Boeing na América Latina, Loomis sinaliza que o sucesso dependerá da capacidade da empresa de manter suas promessas e melhorar continuamente seus padrões de segurança e qualidade. Essa abordagem visa não apenas solucionar problemas operacionais, mas também fortalecer relações com todos os stakeholders, assegurando que a Boeing continue sendo um parceiro confiável na aviação regional.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado