Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Financial Times irá licenciar conteúdo jornalístico para OpenAI

Financial Times irá licenciar conteúdo jornalístico para OpenAI
(Foto: Emiliano Vittoriosi/Unsplash).

O Financial Times (FT) e a OpenAI, criadora do ChatGPT, anunciaram um contrato de licenciamento, permitindo que a empresa de inteligência artificial (IA) utilize conteúdo do jornal britânico. Esse acordo contribuirá para o treinamento do modelo de IA generativa da OpenAI, que é capaz de criar textos, imagens e códigos semelhantes a criações humanas.

Como parte do acordo, o ChatGPT poderá responder a perguntas com resumos de artigos do FT, incluindo links diretos para o FT.com. Isso permitirá que os 100 milhões de usuários do chatbot em todo o mundo acessem reportagens do FT por meio do ChatGPT.

John Ridding, diretor-executivo do FT, afirmou que “além dos benefícios para o FT, há implicações mais amplas para o setor. É correto que as plataformas de IA paguem aos editores pelo uso de seu material. A OpenAI entende a importância da transparência, da atribuição e da compensação — todos essenciais para nós. Paralelamente, é do interesse dos usuários que esses produtos contenham fontes confiáveis.”

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Brad Lightcap, diretor de operações da OpenAI, acrescentou que “nossa parceria e diálogo contínuo com o Financial Times visa encontrar maneiras criativas e produtivas para a IA capacitar organizações de notícias e jornalistas, enriquecendo a experiência do ChatGPT com jornalismo de classe mundial para milhões de pessoas em todo o mundo.”

Esta é a quinta parceria estabelecida pela OpenAI com veículos de mídia, após acordos semelhantes com a Associated Press, Axel Springer, Le Monde e Prisa Media. Embora os termos financeiros do acordo não tenham sido divulgados, espera-se que a Axel Springer, por exemplo, ganhe dezenas de milhões de euros por ano permitindo que a OpenAI acesse o conteúdo de suas publicações.

Nos Estados Unidos, o New York Times entrou com uma ação judicial contra a OpenAI e a Microsoft, alegando que as empresas estavam usufruindo de milhões de artigos para treinar seus modelos. Embora tenham mantido discussões de licenciamento por meses, não chegaram a uma resolução.

Por sua vez, o Google desenvolveu seu chatbot Gemini usando conteúdo da web, mas ainda não fechou acordos de licenciamento com veículos de comunicação. Entretanto, a Enders Analysis destacou que os grupos de mídia têm uma posição de negociação mais forte ao fornecerem “material atualizado que pode impulsionar produtos de consumo de IA”.

Essa cooperação também faz parte do esforço da OpenAI para responder a alegações de violação de direitos autorais e do potencial da IA para alimentar a desinformação.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado