Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Acordo Paulista: renegociação de dívidas alcança R$ 14,6 bilhões

Palácio dos Bandeirantes (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

O Acordo Paulista, programa inovador da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo (PGE/SP) para a renegociação de dívidas com o Governo Paulista, encerrou seu primeiro edital em 30 de abril, batendo recordes de arrecadação. Mais de 10 mil contribuintes aderiram ao programa, resultando em uma arrecadação líquida de R$ 644 milhões no período entre fevereiro e abril.

Projeções e Futuro

As projeções para 2024 indicam uma arrecadação total de R$ 2,3 bilhões apenas com esse primeiro edital. Para os anos seguintes, a estimativa é de R$ 1,7 bilhão anualmente, nos anos de 2025 e 2026. Esses números podem aumentar significativamente quando a PGE finalizar a análise dos pedidos de compensação de débitos com créditos em precatórios.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Novos Editais em Vista

Olhando para frente, a PGE/SP já está planejando dois novos editais de negociação. Um deles será voltado para débitos de pequeno valor, principalmente relacionados ao IPVA de pessoas físicas que dependem de veículos para o trabalho. O segundo edital terá foco em empresas em processo de recuperação judicial.

Ampliação e Divulgação

Nos últimos meses, a Procuradoria promoveu uma série de encontros com empresários e advogados tributaristas, tanto na capital quanto nos principais polos econômicos do interior de São Paulo. O objetivo foi apresentar o programa, esclarecer dúvidas e ouvir sugestões, visando aumentar a adesão e evitar a judicialização.

Recentemente, o programa Acordo Paulista para renegociação de dívidas foi apresentado oficialmente a representantes de 27 Estados e ao Distrito Federal durante o XI Encontro Nacional das Procuradorias Fiscais, destacando seu papel na conformidade fiscal, desenvolvimento econômico e viabilização de políticas públicas.

O subprocurador geral do Contencioso Tributário-Fiscal da PGE/SP, Danilo Barth Pires, ressalta a importância do programa: “O Acordo Paulista inaugura uma nova era na gestão e cobrança de débitos, favorecendo a conformidade fiscal, impulsionando o desenvolvimento econômico e apoiando políticas públicas.”

Leia Também:

Inflação de São Paulo em abril tem leve desaceleração

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado