Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Marfrig e Minerva esperam decisão antitruste no Uruguai

Empresas aguardam definição de venda de ativos

Se a operação para a Minerva comprar a Marfrig for concluída, aumentará sua capacidade de abate e desossa para 42.439 cabeças por dia.
Se a operação for concluída, a Minerva Foods aumentará sua capacidade de abate e desossa para 42.439 cabeças por dia. (Imagem: divulgação/Marfrig)

Nesta sexta-feira (17/05), o Ministério da Economia do Uruguai declarou que ainda não havia tomado uma decisão sobre a transação entre as brasileiras Marfrig (MRFG3) e Minerva (BEEF3). Essa afirmação veio após notícias na mídia uruguaia sugerirem que a negociação havia sido bloqueada.

Negação de Bloqueio pelas Empresas

A Marfrig afirmou não ter sido notificada sobre qualquer decisão bloqueando o acordo. A Minerva, compradora dos ativos, divulgou uma declaração semelhante, reforçando a falta de comunicação oficial sobre o bloqueio.

Reportagem no El Observador

A manifestação das empresas e do ministério ocorreu após uma reportagem no jornal El Observador. Segundo a publicação, as autoridades antitruste uruguaias teriam bloqueado a venda de algumas fábricas da Marfrig para a Minerva.

Publicidade

Leia Também:

Reações das Empresas

Marfrig e Minerva se pronunciaram sobre as matérias veiculadas, informando que, até o momento, não receberam qualquer decisão dos órgãos competentes sobre a venda dos ativos no Uruguai.

Acordo Fechado em 2023

Com a operação concluída, a Minerva Foods expandirá muito sua presença no mercado de carne bovina. A capacidade de abate e desossa da empresa aumentará para 42.439 cabeças por dia, um crescimento de cerca de 44% em relação ao seu volume atual de 29.540 cabeças por dia.

Em agosto de 2023, a Marfrig havia anunciado a venda de 16 plantas de abate para a Minerva por 7,5 bilhões de reais. Esse acordo mudará significativamente o perfil da Marfrig na América do Sul.

Desempenho no Mercado Brasileiro

No mercado de ações hoje, a Marfrig (MRFG3) destacou-se encerrando o dia com alta de 2,13%, a R$ 11,52. Em contraste, a Minerva (BEEF3) fechou com uma leve queda de 0,15%, sendo negociada a R$ 6,87.

A decisão antitruste no Uruguai permanece indefinida, com Marfrig e Minerva aguardando comunicados oficiais. A expectativa é que a definição sobre a transação seja divulgada em breve, impactando o futuro das empresas na região.

Leia Lambem:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado