Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ibovespa cai 0,05% com pressão de commodities e Wall Street

Hypera e Pão de Açúcar lideram altas; Vale e Petrobras caem

Ibovespa
(Imagem: divulgação/Ibovespa)

O Ibovespa fechou em leve queda, com ações do setor de commodities, como Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3;PETR4), no vermelho, influenciado pelo desempenho de Wall Street. Assim, o índice recuou 0,05%, encerrando o pregão a 122.031,58 pontos.

Na ponta positiva do Ibovespa, Hypera (HYPE3) e Pão de Açúcar (PCAR3) lideraram o pregão, registrando altas de 5,38% e 7,32%, respectivamente. Contudo, a Magazine Luiza (MGLU3) também se destacou, com valorização de 2,34%.

As ações das mineradoras, incluindo Gerdau (GGBR4), Vale, CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CMIN3), sofreram quedas de 2,87%, 1,11%, 2,98% e 2,23%, respectivamente. A baixa nos preços do minério de ferro e das commodities foi um fator determinante para o desempenho negativo.

Publicidade

Apesar da divulgação positiva do Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) da China, o minério de ferro registrou queda. O PMI não é o indicador mais esperado pela China nesta semana, sendo o balanço comercial mais relevante. Então, a incerteza no mercado persiste até que o resultado do balanço comercial seja conhecido. O mercado fica em zona de defesa, e por isso, a China caiu e o minério caiu também.

Construção na China

O setor de construção da China enfrenta problemas, com construtoras enfrentando prejuízos. A produção de minério está cada vez menor, o que contribui para a queda dos preços do minério.

Além das questões na China, a incerteza sobre os juros nos Estados Unidos e na Europa agrava a situação das commodities. Sendo assim, para essa situação melhorar, a China precisa voltar a apresentar resultados mais fortes na economia. Os incentivos precisam começar a surtir efeito em relação aos juros na China, para que o mundo volte a olhar a China de forma diferente.

Leia mais:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado