Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A sociedade bilionária entre os Lemann e os Federer

A mudança fez das famílias Lemann e Sicupira dois dos maiores acionistas diretos da On. Foto de Savvas Stavrinos no Pexels

Duas das mais ricas famílias brasileiras emergiram como principais acionistas de uma fabricante suíça de artigos esportivos de US$ 8,6 bilhões, empresa que tem Roger Federer como acionista e que vende um par de tênis de US$ 200 com o nome da lenda do tênis.

Marc Lemann, filho do fundador da 3G Capital, Jorge Paulo Lemann, e Carlos Alberto Sicupira, que co-criou a 3G com Lemann, agora detêm uma participação combinada direta de US$ 1 bilhão na On Holding AG, de acordo com documentos regulatórios.

As ações (cerca de 14% da On) foram distribuídas para os dois ao longo dos últimos dois meses e antes estavam dentro de uma fatia maior detida pela Point Break Capital, uma empresa de investimentos administrada pelo ex-sócio 3G Alex Perez, que investe na On desde 2016.

Publicidade

A mudança fez das famílias Lemann e Sicupira dois dos maiores acionistas diretos da On e destaca os laços improváveis entre a lenda do tênis e os brasileiros que, via a 3G Capital, assumiram o controle de gigantes globais de alimentos como Kraft e Burger King.

Um representante da Point Break, que tem sede em Miami, disse que a transferência de ações para empresas controladas por Sicupira e Marc Lemann fazia parte de um acordo pré-estabelecido depois que a On se tornou negociada publicamente ano passado.

As famílias Sicupira e Lemann continuam entre os principais apoiadores da Point Break, que planeja permanecer sendo uma investidora de longo prazo na On, acrescentaram. As ações da On subiram cerca de 16% desde sua oferta pública inicial em setembro, quando a empresa com sede em Zurique levantou mais de US$ 800 milhões.

Jorge Paulo Lemann tem uma fortuna de cerca de US$ 22 bilhões por meio de investimentos da 3G, incluindo participações na fabricante de Budweiser Anheuser-Busch InBev e Kraft Heinz, enquanto Sicupira tem um patrimônio de US$ 9 bilhões também via 3G, segundo Bloomberg Índice de bilionários.

Fonte: Exame

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado