Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Planejamento para uma carreira estável não pode anular a identificação com a própria profissão – Por Alexandre Slivnik

Quando o assunto é a escolha de uma carreira profissional, muitas dúvidas e inseguranças começam a se criar no pensamento das pessoas.  Alguém que está prestes a escolher um curso e entrar na faculdade, por exemplo, sente uma enorme falta de confiança para tomar uma decisão, mostrando que ainda existe muita dificuldade para se encaixar nas diversas áreas de atuação disponíveis no mercado.

Pensar em uma carreira para a vida toda é algo que, inicialmente, todos queremos. E sim, é preciso planejar, estudar e pensar nos seus próximos passos, mas isso não deve trazer medo de tomar decisões e seguir seu coração. Porque, muitas vezes, o medo de arriscar nos impede de evoluirmos.

Por outro lado, algumas pessoas passam a vida inteira buscando fazer o que amam, mas esquecem de aprender a amar aquilo que já fazem. E esse é um dos pontos mais importantes para ter sucesso na sua carreira profissional.

conteúdo patrocinado

As coisas que gostamos podem influenciar em muitas coisas relacionadas às nossas carreiras, mas não devem ser algo decisivo. Eu, por exemplo, no início da minha carreira, odiava falar em público e era extremamente introvertido. Jamais imaginaria que me tornaria palestrante ou, até mesmo, um escritor de livros.

É preciso ter uma mente aberta e entender que, muitas vezes, a vida trará oportunidades que, inicialmente, não parecem se encaixar com nossos objetivos. Mas em dado momento, será possível notar que algumas decisões são cruciais para estabelecer uma carreira estável em um mercado tão competitivo.

Claro, é possível mudar o trajeto e escolher outro caminho. Mas é importante saber que, não importa qual área de atuação você escolha, sempre existirão obstáculos.

Na minha visão, começar uma carreira que lhe agrade e, não necessariamente, seja bem remunerada, é importante porque muitas pessoas buscam a carreira a partir do dinheiro e são infelizes. O dinheiro, nada mais é, do que a consequência da paixão que colocamos no nosso trabalho.

A sua escolha profissional deve te envolver, te fazer pensar e, acima de tudo, te fazer sentir que alcançou ou irá alcançar o sucesso em algum momento.

Opinião – Artigo Por Alexandre Slivnik, autor de diversos livros, entre eles do best-seller O Poder da Atitude. É diretor executivo do IBEX – Institute for Business Excellence, sediado em Orlando / FL (EUA). É Vice-Presidente da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) e diretor geral do Congresso Brasileiro de Treinamento e Desenvolvimento (CBTD). É professor convidado do MBA de Gestão Empresarial da FIA / USP.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado