Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Crédito imobiliário: previsão de queda de 13% no uso de recursos da poupança em 2023

A Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) divulgou uma previsão de que crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) terá um desempenho resistente em 2023, sendo o terceiro melhor da série histórica, mesmo com uma queda estimada de 13% em relação a 2022. A participação da poupança no funding caiu seis pontos percentuais em comparação a 2021, representando 40% de toda a estrutura de financiamento em 2022. Embora a taxa Selic possa sofrer cortes, as taxas de juros do crédito imobiliário não devem sofrer mudanças significativas.

Em relação ao total, as linhas de crédito imobiliário terão uma produção de R$ 221 bilhões em 2023, representando uma queda agregada de 8,3%. O mercado imobiliário brasileiro está passando por mudanças significativas. A Abecip prevê que o crédito imobiliário com recursos da poupança apresente uma queda de 13% em 2023, atingindo um volume de R$ 156 bilhões, enquanto o crédito com “funding” do FGTS deve crescer 5%, atingindo R$ 65 bilhões. As concessões de financiamento habitacional com recursos da poupança em 2022 totalizaram R$ 241 bilhões, representando uma queda de 5% em relação ao ano anterior.

Segundo especialistas, com essas previsões, é essencial que as instituições financeiras estejam atentas às tendências do mercado imobiliário e possam adaptar-se às mudanças para manter um ambiente de negócios saudável.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado