Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Aumento de 73%: Estrangeiros são Destaque como MEI no Brasil

Imagem: Pixabay

Um levantamento recente realizado pelo Sebrae, com base em dados da Receita Federal de maio de 2023, revelou que o número de Microempreendedores Individuais (MEI) de outras nacionalidades ativos no Brasil atingiu 74,2 mil. Esse valor representa um aumento de 73% em relação a 2019, período pré-pandemia, quando havia 42,9 mil MEIs estrangeiros, e corresponde a 5,7% do total de imigrantes no país.

De acordo com o estudo, um a cada quatro empreendedores imigrantes atua no setor de comércio ou fabricação de roupas. A área da beleza também é bastante procurada, com 6% dos estrangeiros empreendendo nesse ramo. Em seguida, temos as atividades de ensino, com 5%, e alimentação e bebida, com 4%.

A maioria dos estrangeiros que optam pelo MEI vem de países da América Latina. Os venezuelanos lideram o ranking, com 10.360 registros no Brasil, seguidos pela Bolívia, com 9.882, e Colômbia, com 6.613.

Publicidade

Para os estrangeiros, o empreendedorismo tem se mostrado uma fonte de renda mais acessível. Décio Lima, presidente do Sebrae, destaca que o MEI facilita a inclusão dos imigrantes na economia brasileira de maneira simples e rápida, o que justifica o crescimento significativo de registros nos últimos anos.

Muitos estrangeiros, incluindo refugiados, enxergam no empreendedorismo uma forma de inclusão social e econômica. A figura jurídica do MEI, criada há 15 anos, torna essa inserção na economia brasileira ainda mais viável. Por esse motivo, temos acompanhado um expressivo aumento na formalização desses empreendedores nos últimos anos.

Esse cenário reflete a importância de apoiar e incentivar os empreendedores imigrantes, reconhecendo seu potencial para a economia do país e promovendo a diversidade e inclusão empreendedora.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado