Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Tokio Marine se prepara para disputar apólices em obras de infraestrutura

(Foto: Divulgação)

Com a retomada dos investimentos em infraestrutura impulsionada pelo novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a seguradora Tokio Marine, obteve sua primeira nota de crédito local, conhecida como “rating”, concedida pela agência Moody’s, após mais de seis décadas de atuação no Brasil. Agora apólices de seguros relacionados a garantia de obra, riscos de engenharia civil e riscos de petróleo estão entre as áreas em que a empresa espera fazer diferença.

Algumas agências reguladoras, como a ANP (Agência Nacional do Petróleo), já incorporaram a possibilidade de seguradoras apresentarem suas classificações de rating local em processos de licitação, tornando essa conquista ainda mais estratégica.

Embora a Tokio Marine esteja se preparando para uma presença mais forte em projetos de grande envergadura, a empresa não planeja assumir grandes riscos sozinha. Em situações complexas, a estratégia envolverá parcerias com outras seguradoras e a contratação de resseguro para garantir a estabilidade financeira.

Publicidade

Atualmente, cerca de 70% da carteira da Tokio Marine consiste em produtos de seguros massificados, como seguros automotivos. No entanto, a empresa está buscando diversificar suas ofertas, com foco em apólices de seguros patrimoniais, de transporte, responsabilidade civil e outros segmentos, alinhando-se com as demandas do mercado.

Primeiro semestre

O primeiro semestre deste ano foi marcado por um desempenho financeiro sólido para a Tokio Marine. A empresa registrou um lucro líquido de R$ 673 milhões, três vezes mais do que o mesmo período no ano anterior. Isso foi impulsionado por um prêmio emitido de R$ 5,92 bilhões, um aumento de 17,9% em relação ao ano anterior, além de uma redução significativa na sinistralidade.

Segundo levantamento realizado pelo IRB+Inteligência primeiro semestre com base em dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados), o setor de seguros registrou um faturamento de R$ 73,4 bilhões nos primeiros cinco meses deste ano, apresentando um crescimento de 14% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado