Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Aluguel em Londres: custo da moradia dispara

(Foto: Luis Quintero/Pexels)

A onda crescente do custo do aluguel em Londres dispara e está levando os inquilinos a um ponto crítico. Com taxas de juros altos e habitação social ineficaz, a busca por um lar acessível está se tornando uma guerra de lances. O alto custo de vida na capital do Reino Unido revela a gravidade da situação e as estratégias de sobrevivência adotadas por muitos moradores.

Em meio a um cenário de demanda crescente e oferta limitada, os inquilinos londrinos enfrentam desafios sem precedentes. A valorização imobiliária está forçando muitos a reconsiderar suas opções de moradia. A realidade é clara: viver em Londres está ficando cada vez mais caro.

Dados recentes destacam a gravidade da situação, com o preço médio do metro quadrado do aluguel na capital inglesa atingindo valores estratosféricos, comparativamente aos padrões brasileiros. Atualmente, este valor é estimado em R$ 17 mil, com previsões alarmantes apontando para uma média de R$ 27 mil no próximo ano. Este aumento substancial ressalta as dificuldades crescentes para quem reside na metrópole britânica.

Publicidade

No entanto, os residentes estão buscando maneiras inovadoras de contornar o alto custo de vida. Uma dessas estratégias é compartilhar moradias, uma solução que, embora não ideal, tem proporcionado algum alívio financeiro para os inquilinos.

Como exemplo palpável dessa crise, uma kitnet básica, sem luxos adicionais, localizada no bairro Tufnell Park, está no mercado por um valor mensal assustador de £ 1,200, equivalente a aproximadamente R$ 7,4 mil, conforme a cotação atual. Esse preço, embora chocante, é reflexo do ambiente imobiliário inflacionado que prevalece em Londres atualmente.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado