Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Presidente da CBF será ouvido na CPI das apostas

Sede da CBF
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Com a prorrogação dos trabalhos da CPI que investiga as relações de apostas esportivas e a manipulação de resultados de jogos de futebol, foi marcada uma nova data para o depoimento do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues. Ele deverá comparecer perante o colegiado na próxima quarta-feira, 20 de setembro de 2023.

Inicialmente, Rodrigues deveria ter prestado depoimento em 11 de setembro, mas alegou a proximidade de um jogo da seleção brasileira de futebol, marcado para o dia seguinte, como motivo para sua ausência. Com o encerramento previsto dos trabalhos da comissão em 14 de setembro, a oportunidade de ouvi-lo estava ameaçada. No entanto, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), autorizou a continuidade dos trabalhos da CPI até 26 de setembro, garantindo assim a oitiva do dirigente.

Ednaldo Rodrigues será convidado a participar de uma audiência pública na qual discutirá a atuação da CBF e a manipulação de resultados no futebol brasileiro.

Publicidade

Rodrigues, de 69 anos, foi eleito presidente da CBF em março de 2022, com mandato previsto até 2026. Antes de assumir oficialmente o cargo, ele ocupou a posição de forma interina em 2021, após o afastamento de Rogério Caboclo, que enfrentou acusações de assédio moral e sexual por parte de uma ex-funcionária.

Na época, a eleição de Rodrigues foi alvo de questionamento na Justiça por Gustavo Feijó, então um dos vice-presidentes da entidade e ex-presidente da Federação Alagoana de Futebol.

A presença de Ednaldo Rodrigues na CPI é aguardada com grande expectativa pelos deputados que integram a comissão. O dirigente foi alvo de quatro pedidos para comparecer à CPI, e os parlamentares esperam obter esclarecimentos sobre as medidas adotadas pela CBF na prevenção e combate à manipulação de resultados, bem como informações sobre os processos em vigor relacionados à fiscalização e transparência na entidade.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado