Maceió enfrenta emergência devido a risco em mina da Braskem

Foto: Davysson Mendes/Secom Maceió

O governo de Maceió (AL) anunciou um estado de emergência válido por 180 dias, devido a um perigo iminente de colapso na Mina 18, operada pela Braskem, situada no bairro de Mutange. Esta decisão surge após relatos de tremores de terra no local, evidenciando uma ameaça séria à segurança dos residentes.

A prefeitura de Maceió já alertou anteriormente sobre tremores no bairro. Com a declaração de emergência, autoridades e a defesa civil têm agora autorização para ingressar em propriedades residenciais e comerciais, visando avaliar e ordenar a desocupação imediata se identificarem risco iminente.

A crise ganhou proporções nacionais com a chegada do diretor da Defesa Civil Nacional, Paulo Falcão, a Maceió para monitorar a situação de perto.

Em um comunicado, a Braskem informou que as operações na Área de Resguardo foram suspensas devido à detecção de microssismos e movimentações atípicas do solo. A situação em Maceió é preocupante desde 2018, quando um tremor causou rachaduras e afundamentos no solo em cinco bairros.

Este é mais um capítulo do embate entre a companhia e o governo. Em julho, o governador alagoano Paulo Dantas havia solicitado a suspensão da possível venda da Braskem.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado