Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Copom enfatiza política fiscal para equilíbrio econômico

Foco na Meta Fiscal para Estabilizar Inflação

Boletim Focus
Foto: José Cruz/Ag. Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) destacou recentemente a importância da política fiscal do governo brasileiro. O cumprimento efetivo dessa política é crucial para o equilíbrio das contas públicas e a queda da inflação. A ata da última reunião do Copom, divulgada na terça-feira (19), aponta preocupações com as expectativas de inflação acima da meta, influenciando decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

Para reduzir essas expectativas, o comitê salienta a importância da credibilidade e da reputação das instituições públicas, bem como dos arcabouços fiscal e monetário. Ressalta-se que a firmeza na execução das metas fiscais estabelecidas é fundamental para ancorar as expectativas de inflação e orientar a política monetária de maneira eficaz.

O Copom também enfatiza que a falta de reformas estruturais e disciplina fiscal, o aumento do crédito direcionado e as incertezas sobre a estabilização da dívida pública podem elevar a taxa de juros neutra. Esta taxa é definida como aquela que mantém o equilíbrio econômico, sem estimular ou desestimular a economia excessivamente. O relatório indica que a taxa neutra real média atual está em torno de 4,8%.

Publicidade

O comitê lembra que, embora não haja uma relação mecânica direta entre esses fatores e a política monetária, eles influenciam as expectativas de mercado e, consequentemente, as decisões sobre os juros. Apesar do progresso desinflacionário observado, ainda há um caminho a ser percorrido para a ancoragem das expectativas e o retorno da inflação à meta.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado