Pesquisar
Close this search box.

Petrobras anuncia retorno à exploração na África

Brasil: transição energética pode afetar petróleo e gás
(Foto: André Valentim/Agência Petrobras)

A Petrobras divulgou aos investidores sua decisão de retomar atividades exploratórias na África, aprovando a atuação em São Tomé e Príncipe. A empresa fechou um acordo por meio de processo competitivo conduzido pela Shell, adquirindo 45% de participação nos blocos 10 e 13, e 25% no bloco 11. Este movimento marca a reintegração da Petrobras no continente africano após a venda de ativos na Nigéria em 2020.

Divulgado em comunicado na quarta (27), o retorno à África faz parte do Plano Estratégico da Petrobras para o período 2024-2028. De acordo com o documento, a expansão para novas fronteiras é uma estratégia crucial para a reposição das reservas.

“A operação marcará a retomada da atuação exploratória no continente africano com o propósito de diversificação de portfólio e está alinhada à estratégia de longo prazo da Companhia, visando a recomposição das reservas de petróleo e gás, por meio de exploração de novas fronteiras e atuação em parceria”, diz o comunicado divulgado pela estatal. A Petrobras planeja investir US$ 1,3 bilhão na exploração de petróleo no exterior, incluindo a abertura de 9 novos poços.

“A gente vai colocar de uma forma macro (no plano estratégico) a internacionalização. A Petrobras saiu, mas pode voltar. Sim, a gente quer voltar”, afirmou Joelson Mendes, diretor de Exploração e Produção da Petrobras, em entrevista à Uol.

A presença da Petrobras na África teve início nos anos 1970, durante os governos militares. A atividade ganhou força nos anos 2000, especialmente sob os governos de Lula e Dilma Rousseff.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado