Como a Pré-Sal Petróleo arrecadou mais de R$ 6 bilhões em 2023

pré-sal petróleo
(Foto: Tânia Rego/Agência Brasil).

O crescimento expressivo na produção decorrente dos contratos de partilha, aliado à elevação dos preços do petróleo no mercado internacional resultou em uma arrecadação recorde para a Pré-Sal Petróleo (PPSA). Em 2023, a PPSA alcançou uma arrecadação de R$ 6,02 bilhões. No ano anterior, a receita da empresa estatal alcançou R$ 4,71 bilhões. Em contraste, houve um aumento de 28% este ano, impulsionado principalmente pela venda da parcela de petróleo e gás natural pertencente à União.

A PPSA, que está vinculada ao Ministério de Minas e Energia, desempenha um papel crucial na gestão dos contratos de partilha de produção. Além disso, a empresa é fundamental à nível mundial na comercialização de petróleo e gás natural. Em 2023, a empresa entregou 33 cargas de petróleo da União, superando as 22 cargas do ano anterior, totalizando 16,32 milhões de barris. Essas cargas vieram de diversos campos, incluindo Mero, Tupi, Búzios, Entorno de Sapinhoá, Atapu e Sépia.

Tabita Loureiro, presidente interina da Pré-Sal Petróleo, destaca as perspectivas futuras da empresa. De acordo com a mesma, a PPSA tem expectativas otimistas para o futuro, considerando a estimativa de arrecadar R$ 466 bilhões nos próximos dez anos. Essa previsão se baseia exclusivamente na comercialização da parcela de petróleo e gás natural da União. Ela ainda enfatiza que a maior parte desta produção virá de projetos já declarados como comerciais, contribuindo significativamente para os cofres públicos.

Desde sua fundação, a Pré-Sal Petróleo já gerou uma receita total de R$ 14,65 bilhões para a União, sendo a maior parte proveniente da atividade de comercialização de petróleo e gás. Além do mais, a empresa contribuiu com R$ 1,3 bilhão através da equalização de gastos e volumes em áreas de participação da União nos Acordos de Individualização da Produção (AIPs). Todos esses recursos são integralmente destinados ao Tesouro Nacional.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado