MPF investiga rede social Kwai por Fake News

kwai
(Foto: Reprodução/Internet)

Nesta quinta-feira (18), o Ministério Público Federal (MPF) divulgou a instauração de um inquérito para investigar a rede social Kwai. A preocupação central do MPF é com a possível criação de conteúdos e perfis falsos pela plataforma, que é de origem chinesa.

A suspeita surgiu após relatos de que a rede social estaria utilizando essas práticas para aumentar seu engajamento. A investigação foi motivada por uma denúncia anônima e relatos sobre a estratégia da plataforma. “Há indícios de que postagens na rede com informações inverídicas e apelativas sejam produzidas não por usuários regulares do Kwai, mas pela própria plataforma – diretamente ou por meio de empresas de publicidade por ela contratadas, sem qualquer identificação de sua origem”, declarou a nota do MPF.

O MPF dividirá a investigação em três frentes principais. A primeira envolve a investigação da criação de perfis falsos de órgãos e autoridades. Além disso, o MPF investigará a circulação de notícias falsas, com foco especial nas eleições de 2022. Por fim, a investigação se concentrará na análise da veiculação de vídeos contendo atos de violência e exposição indevida de menores.

O Ministério Público Federal convocou a Joyo Tecnologia Brasil, empresa responsável pelo Kwai no país, e as empresas de publicidade associadas para prestarem esclarecimentos e preservarem materiais que possam ser relevantes para a investigação.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado