Mona Lisa: protesto em uma obra avaliada em 13 bilhões de reais

Mona Lisa
Mona Lisa (foto: reprodução redes sociais)

Duas ativistas protagonizaram um ato inusitado no Museu do Louvre, em Paris, neste domingo (28). As mulheres lançaram sopa contra o vidro de proteção da icônica pintura “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci. Um vídeo registrou o momento em que as ativistas, vestindo camisetas da organização francesa Risposte Alimentaire (Resposta Alimentar), invadiram a área de exposição. Afinal, a obra vale US$2,5 bilhões, ou seja, 13 bilhões de reais.

No momento do protesto, as mulheres gritaram palavras de ordem, destacando a importância da preservação do meio ambiente e da garantia de sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis. Perguntaram aos presentes: “O que é mais importante? Arte ou direito a um sistema alimentar saudável e sustentável?”. Além disso, chamaram a atenção para a difícil situação dos agricultores franceses, que estavam realizando protestos contra as políticas do presidente Emmanuel Macron.

Portanto, a ação gerou tumulto e preocupação, levando os seguranças do museu a pedirem a evacuação imediata dos visitantes. As ativistas foram retiradas do local, enquanto a famosa “Mona Lisa” foi temporariamente encoberta por painéis pretos, frustrando os esforços dos frequentadores em registrar o ocorrido em fotos e vídeos.

Continuidade de ataques a obras de arte

O protesto segue uma série de ataques recentes a obras de arte em diferentes partes do mundo. Em 2022, ativistas atiraram sopa na pintura “Girassóis”, de Vincent Van Gogh, na Galeria Nacional de Londres. No mesmo ano, manifestantes se colaram a pinturas de Goya no Museu do Prado, na Espanha. A própria “Gioconda” já foi alvo de ataques anteriores, incluindo um incidente em que um homem lançou uma torta de creme contra ela em maio de 2022.

História do quadro

A “Mona Lisa” é uma obra-prima pintada por Leonardo da Vinci no início do século XVI, retratando uma mulher com um olhar sereno e um sorriso tímido. Acredita-se que o quadro represente Lisa del Giocondo, esposa de um comerciante florentino. Atualmente, faz parte do acervo do Museu do Louvre, onde atrai milhões de visitantes anualmente. A pintura já enfrentou diversos incidentes e ataques ao longo de sua história, sendo protegida por um vidro blindado desde 2005.

 

 

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado