Pesquisar
Close this search box.

Mercado de ações do Japão tem alta e quase alcança pico de 1989

Japão - Nikkei
Imagem: Pixabay

O mercado de ações do Japão desafiou os dados econômicos na sexta-feira (16), terminando a semana em alta. Sendo assim, o Nikkei 225 fechou acima dos 38.000 pontos pelo segundo dia consecutivo, quase atingindo o pico histórico de dezembro de 1989. Os ganhos ocorreram apesar da recente notícia de que o Japão entrou em recessão em 2023, perdendo o posto como terceira maior economia do mundo para a Alemanha.

Neil Newman, estrategista da Japanmacro em Tóquio, explicou que a recuperação do mercado de ações japonês não está diretamente ligada à economia. Portanto, mesmo com o fraco desempenho do PIB no quarto trimestre, os investidores permanecem confiantes. A desvalorização do iene em relação ao dólar também tem incentivado investidores estrangeiros, tornando as ações japonesas mais acessíveis.

Enquanto isso, o Reino Unido também entrou em recessão no final de 2023 e as vendas no varejo nos EUA caíram mais do que o esperado em janeiro. Os dados podem influenciar os bancos centrais considerando as políticas monetárias mais flexíveis, segundo Stephen Innes, sócio-gerente da SPI Asset Management.

Mercados

Os mercados asiáticos, impulsionados pelos ganhos em Nova York, fecharam em alta. O índice MSCI, excluindo o Japão, registrou um aumento de mais de 1%. Em Wall Street, o S&P 500 atingiu uma alta recorde na quinta-feira, com o Dow Jones Industrial Average e o Nasdaq Composite também em alta.

A volatilidade nos mercados dos EUA no início da semana, causada por preocupações com a inflação, foi amenizada por comentários de Austan Goolsbee, do Fed de Chicago, indicando que uma inflação ligeiramente mais alta nos próximos meses seria consistente com as metas do Fed.

Na Ásia, o índice Hang Seng de Hong Kong subiu 2,5%, enquanto o Kospi da Coreia aumentou 1,3%. Os mercados na China permaneceram fechados devido ao feriado do Ano Novo Lunar, retomando as negociações em 19 de fevereiro.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado