Pesquisar
Close this search box.

Semana de 4 dias de trabalho: mais foco e liberdade

Semana de 4 dias de trabalho
(Foto: Fauxels/Pexels)

A semana de 4 dias no trabalho tornou-se uma realidade para algumas empresas no Brasil, oferecendo uma nova perspectiva sobre produtividade e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Com três meses de preparo, organizações de diversos setores iniciaram a jornada reduzida com o mesmo salário, visando manter a eficácia no trabalho.

Esta iniciativa, parte do projeto 4 Day Week Brazil em colaboração com a 4 Day Week Global, incluiu 22 empresas e teve como principais benefícios a diminuição de faltas e um melhor gerenciamento do tempo livre para atividades pessoais. Dentre os participantes está o Hospital Indianópolis, que notou uma melhora significativa na pontualidade e assiduidade de seus colaboradores.

Possibilidade de escolher o dia de folga

Antônia Pinheiro de Jesus, do hospital, e Simone Cyrineu, de uma produtora de vídeo, destacam como o dia adicional de folga permite resolver pendências pessoais e dedicar-se a hobbies, respectivamente. A flexibilidade oferecida pelo modelo de jornada reduzida de trabalho também possibilitou a escolha do dia de folga, variando de empresa para empresa, promovendo assim uma maior satisfação e engajamento entre os funcionários.

As estratégias para manter a produtividade foram essenciais. Desde a reorganização de agendas até a automação de tarefas, as empresas buscaram otimizar os processos para garantir a entrega de resultados sem prejuízo à qualidade. Este esforço conjunto entre gestores e equipes reflete o comprometimento com o sucesso do modelo de produtividade na semana de 4 dias.

“Em todo dia de folga, eu faço alguma coisa particular. Vou ao banco, passo no médico, levo meu filho na escola, levo no parque para brincar, fico com ele mais tempo, faço minhas coisas de casa”, relatou Antônia Pinheiro de Jesus, assistente administrativa do hospital, ao G1.

Adicionalmente, a saúde mental dos colaboradores ganhou destaque na semana de 4 dias de trabalho. A redução da jornada de trabalho visa não apenas um aumento na produtividade mas também uma melhoria no bem-estar geral, algo particularmente relevante no contexto pós-pandemia.

Desafios do modelo

No entanto, o modelo apresenta desafios, como a organização de férias e a cobertura de ausências. A experiência internacional mostra que nem todas as empresas conseguem adaptar-se permanentemente à semana de 4 dias, destacando a importância de uma implementação cuidadosa e adaptada às necessidades de cada organização.

As primeiras impressões no Brasil são promissoras, com relatos do equilíbrio entre trabalho e a vida pessoal melhorado, e um novo entusiasmo pela eficiência no trabalho. Acompanhadas de perto por pesquisas acadêmicas, estas experiências podem oferecer insights para o futuro do trabalho no país e além.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado