Pesquisar
Close this search box.

Stellantis, dona de Fiat e Jeep, vai investir R$ 30 bilhões no Brasil

Stellantis, dona de Fiat e Jeep, vai investir R$ 30 bilhões no Brasil
(Foto: Divulgação/Stellantis).

A Stellantis, conglomerado que inclui Fiat e Jeep, comunicou nesta quarta-feira (6) um investimento de R$ 30 bilhões nas suas operações brasileiras de 2025 a 2030. Este valor representa o maior aporte já realizado na indústria automobilística do Brasil, superando outros investimentos recentes do setor, como o da Volkswagen, que alcançou R$ 16 bilhões.

O plano de investimentos da Stellantis se destina majoritariamente ao desenvolvimento e produção de veículos bio-híbridos, que combinam a eletrificação com motores flexíveis movidos a etanol. Esta direção visa alinhar-se com as necessidades de descarbonização dos veículos, apresentando uma opção mais acessível para o mercado brasileiro, focado na classe média.

Stellantis investimento
O CEO global da Stellantis, Carlos Tavares, e o presidente da companhia para a América do Sul, Emanuele Cappellano (Foto: Divulgação/Stellantis).

Segundo o presidente da Stellantis na América Latina, Emanuele Cappellano, detalhes adicionais sobre quais unidades fabris e modelos específicos serão beneficiados serão divulgados futuramente. A empresa enfatiza seu compromisso com a mobilidade sustentável e acessível, reconhecendo o etanol como um recurso valioso no Brasil para esse fim.

Este anúncio surge no contexto de grande aumento dos investimentos no setor automotivo brasileiro, que agora totalizam R$ 87,8 bilhões para a atual década. Além do Brasil, a Argentina também será contemplada com investimentos da Stellantis, reforçando a importância da América Latina para a estratégia global da empresa.

A Stellantis ressalta a importância do programa governamental Mover, que oferece incentivos fiscais para a indústria automotiva em troca de compromissos com pesquisa, inovação e redução de emissões. A companhia aprecia a estabilidade econômica e política da América Latina como fatores decisivos para seu investimento, visando atender às necessidades de uma mobilidade mais limpa e acessível.

Carlos Tavares, diretor-executivo da Stellantis, destacou o potencial do etanol como um diferencial brasileiro na transição para uma mobilidade mais sustentável. Ele aponta para a tecnologia bio-híbrida como uma solução intermédia, antes que os veículos totalmente elétricos se tornem economicamente viáveis para a maioria dos consumidores.

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, expressou entusiasmo com o investimento, enfatizando o alinhamento com os esforços do governo brasileiro pela transformação ecológica e a confiança da Stellantis no mercado brasileiro.

Esse investimento massivo da Stellantis reflete uma estratégia adaptada às particularidades regionais, procurando soluções de mobilidade que conciliam viabilidade econômica com responsabilidade ambiental, reforçando a posição do Brasil como um mercado chave na indústria automobilística global.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado