Pesquisar
Close this search box.

Setor de máquinas tem queda de 14% na receita em fevereiro

setor de máquinas
(Foto: Alan Wang/Pexels)

O setor de máquinas e equipamentos no Brasil enfrentou uma queda na receita de 14% em fevereiro em comparação ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 19,2 bilhões, conforme indicam os dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). A situação do setor de máquinas reflete o impacto do baixo dinamismo da atividade industrial no país, que vem influenciando negativamente os investimentos em determinados segmentos.

Desempenho do setor no bimestre

No acumulado do primeiro bimestre, a redução do faturamento em máquinas e equipamentos foi ainda mais acentuada, registrando uma diminuição de 17,5% em relação ao mesmo período de 2022, alcançando R$ 35,7 bilhões. A comparação mensal, no entanto, apresenta um cenário um pouco diferente, com um aumento de 16,7% na receita líquida de janeiro para fevereiro.

Tendências e expectativas

Segundo Leonardo Silva, analista de economia e estatística da Abimaq, o crescimento na receita do setor de máquinas observado em fevereiro tem características sazonais, esperando-se que essa tendência se mantenha em março. Ainda que haja uma melhora relativa, o desempenho do setor mostra-se enfraquecido em comparação ao início do ano passado.

O comportamento, tradicionalmente, segue esse padrão. E nesse ano não foi diferente, a gente vê um crescimento relativo, mas ainda assim vemos que o desempenho está mais fraco do que o primeiro bimestre do ano passado. Esperamos um desempenho um pouco melhor agora em março e em abril tendemos a fazer novas projeções e ver como isso vai se dar até o final do ano“, disse Leonardo.

Impactos na importação e exportação

As importações de máquinas registraram um aumento de 12,4% em fevereiro, atingindo US$ 2,1 bilhões. Em contrapartida, as exportações sofreram um declínio de 23,2%, somando US$ 829,4 milhões. Esse desempenho divergente das exportações pode ser parcialmente atribuído ao feriado de Carnaval, que afetou as operações do setor de máquinas do Brasil.

Capacidade instalada e carteira de pedidos

Ao final do bimestre, a capacidade instalada da indústria de máquinas estava em 71,4%, uma queda em relação aos 77,4% observados no final de fevereiro do ano passado. A carteira de pedidos manteve-se estável, com um prazo de atendimento de 9,4 semanas.

Dentre os segmentos afetados, destacam-se os fabricantes de máquinas para a indústria, agricultura e construção civil, que apresentaram uma menor carteira de pedidos. A queda na receita do setor de máquinas sinaliza um momento de cautela para o setor, evidenciando a necessidade de monitoramento das tendências e ajustes estratégicos para enfrentar os desafios do mercado.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado