Setor de máquinas encerra 2023 com queda

Setor de Máquinas
Foto: Ümit Yıldırım / Unsplash

O setor de máquinas e equipamentos encerrou 2023 com uma queda de 11% na receita líquida total, com R$ 285,9 bilhões. A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) divulgou a notícia nesta quarta-feira (31).

Essa queda superou as expectativas do setor, que almejava que a diminuição ficasse abaixo de 10%. No entanto, o declínio nas vendas domésticas afetou a receita total, que atingiu R$ 215,3 bilhões em 2023, com uma queda de 15,4%. O declínio nas vendas domésticas já estava em andamento desde 2022, quando houve uma queda de 6,9%.

Apesar desse cenário desafiador, as exportações apresentaram um bom desempenho, crescendo 14,6% em 2023 em comparação com o ano anterior, atingindo quase US$ 14 bilhões. Esse foi o melhor resultado da série histórica, superando o recorde estabelecido em 2012, quando as exportações totalizaram US$ 12,35 bilhões. No mesmo período, as importações cresceram 7,2%, chegando a US$ 26,8 bilhões em 2023.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos, que é a soma das aquisições de produtos fabricados localmente e importados, diminuiu de R$ 403,4 bilhões em 2022 para R$ 356,9 bilhões no ano passado. Esse declínio aumentou a preocupação do setor em relação ao crescimento econômico sustentável nos próximos anos.

O desempenho negativo em 2023 também afetou o número de empregos no setor. De acordo com a Abimaq, 5 mil postos de trabalho foram perdidos no ano passado, resultando em um fechamento de 385 mil empregos no setor.

Dezembro – Resultados Mensais e Projeções para 2024

Considerando apenas os dados de dezembro, o setor registrou uma receita líquida total de R$ 18,8 bilhões, o que representou uma redução de 13,2% em comparação com o mês anterior e uma queda de 22,4% em relação a dezembro de 2022.

Apesar disso, dezembro também viu um crescimento de 14,5% em relação a novembro, totalizando mais de US$ 1,1 bilhão em receita. No entanto, em comparação com dezembro de 2022, houve uma diminuição de 5%. As importações, por sua vez, caíram 0,8% em relação ao mês anterior e 1,5% em comparação com dezembro de 2022, com US$ 2,2 bilhões em máquinas e equipamentos importados.

Para 2024, a Abimaq projeta um crescimento de 5,5% na receita interna e de 3,5% na receita total, com as exportações crescendo cerca de 0,6%. Diante desses números, o setor de máquinas e equipamentos enfrenta desafios e oportunidades em busca de uma recuperação sustentável.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado