Pesquisar
Close this search box.

Atividade industrial da China cresce em março

Atividade industrial da China
(Foto: Kateryna Babaieva/Pexels)

Após um período desafiador de seis meses marcado por contração, a atividade industrial da China exibiu sinais de crescimento em março. Este desenvolvimento é um alívio bem-vindo para as autoridades chinesas, que têm enfrentado uma série de desafios econômicos, especialmente no setor imobiliário.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI) oficial, que serve como um indicador-chave da saúde econômica da China, registrou um aumento para 50,8 em março, subindo de 49,1 em fevereiro. Esta leitura não só marca uma expansão, como também supera as expectativas dos analistas, destacando um modesto impulso de crescimento.

Uma recuperação cautelosa

Esse incremento no PMI é particularmente notável, visto que é a leitura mais alta desde março do ano anterior, período em que o país começou a sentir os efeitos da suspensão das restrições relacionadas à Covid-19. Especialistas, como Zhou Maohua do China Everbright Bank, um banco comercial de ações conjuntas chinesas, apontam para uma melhoria na oferta e na demanda domésticas, além de um aumento na confiança dos empresários e consumidores, como fatores chave por trás do crescimento da atividade industrial da China.

Exportações e emprego: sinais mistos

Um dos aspectos mais positivos desta recuperação é o aumento dos novos pedidos de exportação, que alcançaram território positivo após 11 meses de declínio. No entanto, o setor de empregos ainda apresenta sinais de encolhimento, apesar de a uma taxa reduzida, o que indica que ainda há desafios a serem superados.

O obstáculo do setor imobiliário

Embora os sinais de recuperação sejam encorajadores, o setor imobiliário chinês, que experimenta uma retração profunda, permanece como uma grande preocupação. A crise no setor não só testa a resiliência dos governos locais endividados, mas também afeta os balanços dos bancos estatais.

Perspectivas futuras

O crescimento do PMI não manufatureiro, que abrange serviços e construção, subiu de 51,4 para 53 em fevereiro, registrando a leitura mais alta desde setembro. Este conjunto de dados sugere que a economia chinesa está, de fato, em um caminho de recuperação lenta. Apesar disso, analistas começaram a revisar para cima suas previsões de crescimento para o ano.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado