Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Bitcoin sobe 8% após dados de inflação dos EUA

Bitcoin sobe 8% após dados de inflação dos EUA
(Foto: Kanchanara/Unsplash).

O Bitcoin, principal criptomoeda do mercado, registrou um crescimento de 8% em apenas 24 horas, seguindo a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (CPI) dos Estados Unidos, que apresentou resultados abaixo das expectativas do mercado nesta quarta-feira (15). No mês de abril, o CPI apresentou uma variação de 0,3%, uma redução em relação aos 0,4% observados em março, conforme informado pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Este crescimento anual de 3,4% coincide com as projeções do consenso LSEG.

No final do dia, a cotação do Bitcoin alcançou o pico de US$ 66.400, antes de sofrer uma leve queda para US$ 65.871. Este recuo ocorreu ao aproximar-se de uma faixa de preço considerada pelos traders como um importante nível de resistência, que tradicionalmente sugere um aumento da oferta de venda da moeda.

 

conteúdo patrocinado

Outras criptomoedas importantes, conhecidas no mercado como altcoins, também mostraram um bom desempenho. A Solana, por exemplo, viu seu valor aumentar 7,80% no mesmo período. Criptomoedas de menor valor de mercado, como Immutable (IMX) e Sei (SEI), apresentaram um salto ainda maior, chegando a 19% de valorização.

Além dos dados de inflação, a movimentação de Bitcoin também foi impulsionada pelo aumento no fluxo de fundos em ETFs à vista nos Estados Unidos. De acordo com a plataforma SoSo Value, estes fundos captaram mais de US$ 100 milhões em um único dia, acumulando um total de US$ 11,84 bilhões desde o início das negociações em janeiro.

Desempenho das criptomoedas principais e secundárias

Até às 17h30, as principais criptomoedas apresentavam as seguintes cotações e variações:

  • Bitcoin (BTC): US$ 65.871 (+7,00%)
  • Ethereum (ETH): US$ 3.020 (+4,30%)
  • BNB Chain (BNB): US$ 585 (+3,20%)
  • Solana (SOL): US$ 154 (+7,80%)
  • XRP (XRP): US$ 0,519 (+2,80%)

Enquanto isso, as criptomoedas com menor valor de mercado tiveram as seguintes variações:

  • Immutable (IMX): US$ 2,43 (+19,20%)
  • Sei (SEI): US$ 0,5439 (+19,20%)
  • Beam (BEAM): US$ 0,02463 (+15,20%)
  • Arweave (AR): US$ 45,17 (+14,10%)
  • THORChain (RUNE): US$ 6,28 (+13,80%)

Em contrapartida, a criptomoeda Pepe registrou uma queda de 3%.

Fechamento dos ETFs de criptomoedas

Os ETFs de criptomoedas fecharam o último pregão com as seguintes variações:

  • Hashdex NCI (HASH11): R$ 46,97 (-3,15%)
  • Hashdex BTCN (BITH11): R$ 73,49 (-2,06%)
  • Hashdex Ethereum (ETHE11): R$ 44,14 (-1,07%)
  • Hashdex DeFi (DEFI11): R$ 26,59 (-0,22%)
  • Hashdex Smart Contract Platform FI (WEB311): R$ 30,01 (-3,19%)
  • Hasdex Crypto Metaverse (META11): R$ 42,49 (-1,71%)
  • QR Bitcoin (QBTC11): R$ 19,62 (-2,33%)
  • QR Ether (QETH11): R$ 10,51 (-2,77%)
  • QR DeFi (QDFI11): R$ 3,63 (-2,41%)
  • Cripto20 EMPCI (CRPT11): R$ 13,21 (-2,72%)
  • Investo NFTSCI (NFTS11): R$ 9,05 (-3,62%)
  • Investo BLOKCI (BLOK11): R$ 172,77 (-2,5%)
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado