Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Monte Fuji: por que o Japão colocou uma cortina gigante para bloquear a vista

Medida visa conter aglomerações em pontos turísticos

monte fuji barreira
(Foto; Casia Charlie/Pexels).

O Japão adotou uma nova estratégia para gerenciar o turismo excessivo, com foco no icônico Monte Fuji. Na manhã de terça-feira, operários concluíram a instalação de uma cortina de 2,5 metros de altura que bloqueia a vista do monte a partir de uma loja de conveniência em Kawaguchiko. A medida visa reduzir o tráfego intenso e os problemas causados pelas grandes concentrações de turistas.

A loja, que se tornou um ponto de interesse viral nas redes sociais, atraiu milhares de visitantes. Estes frequentemente congestionavam a estrada adjacente, criando riscos para a segurança.

Entre a foto e o respeito local

O chefe da Agência de Turismo do Japão, Ichiro Takahashi, expressou em coletiva de imprensa a necessidade de encontrar um equilíbrio entre acolher turistas e preservar a qualidade de vida dos residentes locais. “Estamos comprometidos em aceitar turistas, mas também precisamos proteger nosso patrimônio e a tranquilidade dos nossos cidadãos”, afirmou Takahashi.

Boom turístico

Em resposta ao aumento da demanda turística, impulsionada por uma taxa de câmbio favorável, o Japão atingiu um recorde de 11,6 milhões de visitantes desde o início do ano. No entanto, esse aumento trouxe consigo problemas, especialmente em áreas como Kyoto e Kawaguchiko, onde os moradores locais se queixam de comportamentos disruptivos dos turistas.

 

A situação em Kawaguchiko tornou-se particularmente tensa, com relatos de turistas bloqueando o trânsito, descartando lixo e invadindo propriedades privadas para obter a fotografia perfeita.

Para enfrentar esses problemas, o governo japonês introduziu uma série de medidas. Estas incluem o estabelecimento de taxas para escaladas ao Monte Fuji e a limitação do número de escaladores por dia. Além disso, subsídios estão sendo oferecidos para incentivar o turismo em regiões menos exploradas, buscando uma distribuição mais uniforme dos visitantes.

O futuro do turismo no Japão

Essas políticas surgem em um momento em que o Japão tenta revitalizar seu setor turístico pós-pandemia. Com a ajuda da depreciação do iene, o país teve sucesso em atrair um número crescente de turistas internacionais. No entanto, o sucesso tem seus custos, e a administração busca agora maneiras de minimizar o impacto negativo do turismo excessivo.

“Não há solução única para este desafio”, conforme afirma Norihiko Imaizumi, pesquisador sênior do Dai-Ichi Life Research Institute. “Precisamos continuar explorando formas de equilibrar as necessidades comerciais com a preservação da vida comunitária.”, conclui.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado